Governadores da Amazônia Legal assinam documentos endereçados ao presidente Jair Bolsonaro
Diego Peres/Secom-AM

Governadores e vice-governadores da região amazônica vão se reunir na manhã desta sexta-feira (13) com os embaixadores da Noruega, Alemanha, Reino Unido e França.

A primeira rodada de reuniões será às 9 horas com os representantes da Noruega, Reino Unido e Alemanha na embaixada da Noruega no Brasil.

Às 13 horas, os governadores encontrarão o embaixador da França na sede da embaixada do país em Brasília.

No dia 27 de agosto, os governadores se reuniram com o presidente Jair Bolsonaro para tratar do aumento do número de queimadas nas florestas da Amazônia.

Durante a reunião com o presidente, vários governadores do Consórcio Interestadual de Desenvolvimento Sustentável da Amazônia Legal reforçaram o discurso do governo federal sobre a política ambiental. A regularização fundiária foi o tema mais mencionado pelos chefes dos poderes executivos estaduais, assim como o Fundo Amazônia.

O governador do Pará, Helder Barbalho (MDB), foi um dos contrapontos do discurso. Ele defendeu, por exemplo, conversar com produtores que têm permissão legal para desmatar para tentar construir planos de remuneração, visando manter a floresta em pé.

“Nós ainda temos com autorização cerca de 25 milhões de hectares para desmatamento, que ainda podem avançar [o desmatamento legalmente] nós temos de chamar esse pessoal e dizer ‘você vai expandir sua pecuária ou topa fazer um plano para manter a floresta em pé e isso ser remunerado, isso ser um negócio atrelado a sua propriedade?”, comentou.

Participantes confirmados.
  • Waldez Góes - Governador do Amapá.
  • Helder Barbalho - Governador do Pará.
  • Mauro Carlesse - Governador do Tocantins
  • Wilson Lima- Governador do Amazonas.
  • Mauro Mendes - Governador do Mato Grosso.
  • Antônio Denarium - Governador de Roraima.
  • Major Rocha - Vice-governador do Acre
  • Carlos Brandão - Vice-governador do Maranhão.
  • Zé Jodan - Vice-governador de Rondônia.


Congresso em Foco

Faça um comentário

-Os comentários reproduzidos não refletem necessariamente a linha editorial do blog
-São impublicáveis acusações de carácter criminal, insultos, linguagem grosseira ou difamatória, violações da vida privada, incitações ao ódio ou à violência, ou que preconizem violações dos direitos humanos;
-São intoleráveis comentários racistas, xenófobos, sexistas, obscenos, homofóbicos, assim como comentários de tom extremista, violento ou de qualquer forma ofensivo em questões de etnia, nacionalidade, identidade, religião, filiação política ou partidária, clube, idade, género, preferências sexuais, incapacidade ou doença;
-É inaceitável conteúdo comercial, publicitário (Compre Bicicletas ZZZ), partidário ou propagandístico (Vota Partido XXX!);
-Os comentários não podem incluir moradas, endereços de e-mail ou números de telefone;
-Não são permitidos comentários repetidos, quer estes sejam escritos no mesmo artigo ou em artigos diferentes;
-Os comentários devem visar o tema do artigo em que são submetidos. Os comentários “fora de tópico” não serão publicados;

Postagem Anterior Próxima Postagem