© Sputnik / Vladimir Astapkovich

Ao ser presenteado com um livro sobre seus detratores dentro da Igreja Católica dos Estados Unidos, o papa Francisco afirmou de improviso: "É uma honra se os americanos me atacarem".


O comentário ácido foi feito no avião papal durante viagem de Roma para Maputo, capital de Moçambique, onde o pontífice iniciará uma peregrinação de sete dias pelo sul do continente africano. A visita também inclui Madagascar e Ilhas Maurício.

O livro em questão, “How America Wants to Change the Pope” (Como a América Quer Mudar o Papa, em tradução livre), foi oferecido a bordo a Francisco pelo seu próprio autor, Nicholas Seneze, que cobre o Vaticano para o jornal católico francês La Croix.

Após receber o exemplar, o papa o entregou a um ajudante e acrescentou, segundo publicou a agência AP: "isso é uma bomba". Ao dar o livro a Francisco, Seneze disse que sua intenção ao escrevê-lo foi mostrar os problemas enfrentados pelo pontífice nos EUA, e como o líder religioso respondeu com "armas espirituais".

A obra fala sobre a forte oposição que Francisco sofre entre a direita conservadora americana devido as suas posições em temas como imigração, meio ambiente, China, capitalismo, pena de morte e divórcio. Muitos chegam até mesmo a acusar o papa de heresia.

Entre os mais ferozes críticos do pontífice estão o cardeal Raymond Burke, que foi afastado de seu cargo na Suprema Corte do Vaticano, e o ideólogo de extrema-direita Steve Bannon. Além disso, a mídia católica conservadora e fiéis ricos ajudam a promover uma campanha para enfraquecer Francisco, mirando ainda a eleição de um papa conservador no futuro.

Mais tarde, o porta-voz do Vaticano, Matteo Bruni, procurou esclarecer os comentários do papa, afirmando que eles foram feitos num "contexto informal" e que Francisco sempre recebe bem as críticas.

"O papa quis dizer que sempre considera as críticas uma honra, particularmente quando vem de pensadores competentes, e nesse caso de um país importante", disse Bruni.







Sputnik Brasil

Faça um comentário

-Os comentários reproduzidos não refletem necessariamente a linha editorial do blog
-São impublicáveis acusações de carácter criminal, insultos, linguagem grosseira ou difamatória, violações da vida privada, incitações ao ódio ou à violência, ou que preconizem violações dos direitos humanos;
-São intoleráveis comentários racistas, xenófobos, sexistas, obscenos, homofóbicos, assim como comentários de tom extremista, violento ou de qualquer forma ofensivo em questões de etnia, nacionalidade, identidade, religião, filiação política ou partidária, clube, idade, género, preferências sexuais, incapacidade ou doença;
-É inaceitável conteúdo comercial, publicitário (Compre Bicicletas ZZZ), partidário ou propagandístico (Vota Partido XXX!);
-Os comentários não podem incluir moradas, endereços de e-mail ou números de telefone;
-Não são permitidos comentários repetidos, quer estes sejam escritos no mesmo artigo ou em artigos diferentes;
-Os comentários devem visar o tema do artigo em que são submetidos. Os comentários “fora de tópico” não serão publicados;

Postagem Anterior Próxima Postagem