Edir Macedo, Jair Bolsonaro e Sílvio Santos no Palácio do Alvorada (foto: reprodução do facebook)

Em mensagem alusiva ao 7 de Setembro, divulgada em rede social, na véspera da data da Independência do Brasil, Jair Bolsonaro prestou homenagens, não a José Bonifácio, o Patriarca da Independência, ou a Tiradentes, precursor de nossa liberdade, nem aos demais heróis que a garantiram, preferiu agradecer aos EUA.

“Estados Unidos foi o primeiro país a reconhecer nossa independência”, destacou o bajulador de Donald Trump, em seu facebook.

A mensagem foi feita ao lado do bispo Edir Macedo e de Silvio Santos, donos das emissoras de televisão que têm recebido cada vez mais verbas de propaganda oficial para adular o governo.
Bolsonaro bate continência para a bandeira americana (foto: reprodução do youtube)

Eles foram convidados por Jair Bolsonaro para jantar, junto com suas famílias, no Palácio do Alvorada, na véspera do desfile de 7 de Setembro. Durante o evento, os dois, também marionetes dos americanos, ficaram ao lado do presidente no palanque oficial.



A primeira palavra de Bolsonaro sobre a Independência do Brasil ser de agradecimento aos Estados Unidos não é só um desrespeito à história do país, mostra também o quanto ele é ridículo em sua vassalagem estúpida e invertebrada a Donald Trump.

Ele fez isso para adular o governo americano. Como, aliás, foi esse o seu objetivo quando fez a vergonhosa continência à bandeira americana. Com essa postura, Bolsonnaro só faz envergonhar e indignar cada vez mais o povo brasileiro. As pesquisas que o digam.




Hora do Povo

Faça um comentário

-Os comentários reproduzidos não refletem necessariamente a linha editorial do blog
-São impublicáveis acusações de carácter criminal, insultos, linguagem grosseira ou difamatória, violações da vida privada, incitações ao ódio ou à violência, ou que preconizem violações dos direitos humanos;
-São intoleráveis comentários racistas, xenófobos, sexistas, obscenos, homofóbicos, assim como comentários de tom extremista, violento ou de qualquer forma ofensivo em questões de etnia, nacionalidade, identidade, religião, filiação política ou partidária, clube, idade, género, preferências sexuais, incapacidade ou doença;
-É inaceitável conteúdo comercial, publicitário (Compre Bicicletas ZZZ), partidário ou propagandístico (Vota Partido XXX!);
-Os comentários não podem incluir moradas, endereços de e-mail ou números de telefone;
-Não são permitidos comentários repetidos, quer estes sejam escritos no mesmo artigo ou em artigos diferentes;
-Os comentários devem visar o tema do artigo em que são submetidos. Os comentários “fora de tópico” não serão publicados;

Postagem Anterior Próxima Postagem