Bolsonaristas atacam escolha de Bolsonaro para a Procuradoria-Geral da República.


Foto: Augusto Aras

A indicação de Augusto Aras para a PGR (Procuradoria-Geral da República) gerou polêmicas entre os eleitores bolsonaristas e Bolsonaro e STF. Segundo a coluna desta sexta-feira de Mônica Bergamo, essa escolha é tida como uma derrota aos integrantes da Lava-Jato e, principalmente, ao ministro da Justiça, Sergio Moro. Isso pois Aras é um representante do Centrão, um setor que quer conter a Lava Jato.

O que os bolsonaristas queriam era a indicação de um elemento de extrema-direta para o cargo, contudo, o STF deu preferência à Aras, já que o Supremo Tribunal Federal é controlado principalmente por uma ala majoritária da burguesia nacional que forma o Centrão. Moro, além de não ter sido consultado por Bolsonaro, não teve chances em passar nomes de sua preferência para a Procuradoria-Geral da República.

Em resposta aos ataques dos bolsonaristas, Jair Bolsonaro afirmou que: “Se o pessoal atirar em cima de mim, sem dar a oportunidade para o Augusto Aras, caso ele seja aprovado em sabatina no Senado, mostrar o seu valor. Pelo amor de Deus, aí fica ruim a convivência”. E ainda pediu para que seu público parasse com os ataques a ele sobre esse tema no Facebook, “Eu peço a vocês. No Facebook, você fez um comentário pesado, retira, dá uma chance para mim. Você acha que eu quero colocar alguém lá para atrapalhar a vida de vocês? Não quero”.

Diário Causa Operária

Faça um comentário

-Os comentários reproduzidos não refletem necessariamente a linha editorial do blog
-São impublicáveis acusações de carácter criminal, insultos, linguagem grosseira ou difamatória, violações da vida privada, incitações ao ódio ou à violência, ou que preconizem violações dos direitos humanos;
-São intoleráveis comentários racistas, xenófobos, sexistas, obscenos, homofóbicos, assim como comentários de tom extremista, violento ou de qualquer forma ofensivo em questões de etnia, nacionalidade, identidade, religião, filiação política ou partidária, clube, idade, género, preferências sexuais, incapacidade ou doença;
-É inaceitável conteúdo comercial, publicitário (Compre Bicicletas ZZZ), partidário ou propagandístico (Vota Partido XXX!);
-Os comentários não podem incluir moradas, endereços de e-mail ou números de telefone;
-Não são permitidos comentários repetidos, quer estes sejam escritos no mesmo artigo ou em artigos diferentes;
-Os comentários devem visar o tema do artigo em que são submetidos. Os comentários “fora de tópico” não serão publicados;

Postagem Anterior Próxima Postagem