Rodrigo e Cesar Maia têm inquérito analisado pelo STF.
Reprodução / Rodrigo Maia


A Polícia Federal enviou nesta segunda-feira (26) ao STF (Supremo Tribunal Federal) inquéritofinalizado contra o presidente da Câmara dos Deputado, Rodrigo Maia (DEM-RJ).

A PF afirma que há "elementos concretos e relevantes" de que o demista cometeu corrupção passiva, falsidade ideológica e lavagem de dinheiro.

Os crimes foram imputados ao presidente da Câmara em delações de executivos da empreiteira Odebrecht.
O inquérito da PF afirma que Maia e seu pai, o ex-prefeito do Rio de Janeiro César Maia (DEM) receberam contribuições indevidas nos anos de 2008, 2010, 2011 e 2014.

O relator do caso no STF, ministro Edson Fachin, remeteu (íntegra) o processo para análise da Procuradora Geral da República, Raquel Dodge, que deve apresentar a denúncia ou arquivamento em 15 dias.



Congresso em Foco

Faça um comentário

-Os comentários reproduzidos não refletem necessariamente a linha editorial do blog
-São impublicáveis acusações de carácter criminal, insultos, linguagem grosseira ou difamatória, violações da vida privada, incitações ao ódio ou à violência, ou que preconizem violações dos direitos humanos;
-São intoleráveis comentários racistas, xenófobos, sexistas, obscenos, homofóbicos, assim como comentários de tom extremista, violento ou de qualquer forma ofensivo em questões de etnia, nacionalidade, identidade, religião, filiação política ou partidária, clube, idade, género, preferências sexuais, incapacidade ou doença;
-É inaceitável conteúdo comercial, publicitário (Compre Bicicletas ZZZ), partidário ou propagandístico (Vota Partido XXX!);
-Os comentários não podem incluir moradas, endereços de e-mail ou números de telefone;
-Não são permitidos comentários repetidos, quer estes sejam escritos no mesmo artigo ou em artigos diferentes;
-Os comentários devem visar o tema do artigo em que são submetidos. Os comentários “fora de tópico” não serão publicados;

Postagem Anterior Próxima Postagem