Depois de uma reunião com o chanceler olavista, Ernesto Araújo, o filho 03 do presidente Jair Bolsonaro se disse pronto para receber, de presente, do pai a Embaixada do Brasil nos Estados Unidos.

E listou, como seus méritos e qualificações para o cargo, o fato de ter “fritado hambúrgueres no frio do Maine”, estado norte-americano na fronteira do Canadá, durante as férias escolares, aos 21 anos.

Não “morou”, portanto, nos Estados Unidos e se trabalhou por curtos períodos, o fez como ilegal, os mesmos que ele, não faz muito tempo, de “vergonha“.

O pai destacou-lhe, também, a “virtude” de ser “amigo” dos filhos de Donald Trump, não se sabe se de jogo de futebol de botão ou de “baladas”.

Pesquisando, descobre-se que o “amigo” é apenas um conhecido de Donald Trump Jr., a quem foi apresentado, em janeiro do ano passado, numa feira de armas, o “Shot Show”, pelo lutador de “vale-tudo” Royce Gracie.

Não faz muito, Eduardo era apenas um bobalhão com amor por armas e por viajar, tanto que se flagrou um diálogo dele com Jair, por um aplicativo de mensagens, através de fotos de Lula Marques e publicadas pela Veja, , tiradas no plenário da Câmara , quando o atual presidente teve apenas quatro votos para a presidência da Câmara e não recebeu nem o voto do filho, que estava fazendo, ao que parece, nada de muito bom na Austrália:

Jair Bolsonaro: “Papel de filho da puta que você está fazendo comigo. Tens moral para falar do Renan? Irresponsável (Jair tem um filho chamado Renan)”.
A cobrança continua: “Mais ainda, compre merdas por aí. Não vou te visitar na Papuda”. “Se a imprensa te descobrir aí, e o que está fazendo, vão comer seu fígado e o meu. Retorne imediatamente”.

Eduardo Bolsonaro: “Quer me dar esporro tudo bem. Vacilo foi meu. Achei que a eleição só fosse semana que vem. Me comparar com o merda do seu filho , calma lá”.

De lá para cá, Eduardo já defendeu o fechamento do Supremo Tribunal Federal, a construção de uma bomba atômica brasileira e desfilou com bonezinho “Trump 2020”.

Será um embaixador à altura do Brasil de Bolsonaro.


TIJOLAÇO

Faça um comentário

-Os comentários reproduzidos não refletem necessariamente a linha editorial do blog
-São impublicáveis acusações de carácter criminal, insultos, linguagem grosseira ou difamatória, violações da vida privada, incitações ao ódio ou à violência, ou que preconizem violações dos direitos humanos;
-São intoleráveis comentários racistas, xenófobos, sexistas, obscenos, homofóbicos, assim como comentários de tom extremista, violento ou de qualquer forma ofensivo em questões de etnia, nacionalidade, identidade, religião, filiação política ou partidária, clube, idade, género, preferências sexuais, incapacidade ou doença;
-É inaceitável conteúdo comercial, publicitário (Compre Bicicletas ZZZ), partidário ou propagandístico (Vota Partido XXX!);
-Os comentários não podem incluir moradas, endereços de e-mail ou números de telefone;
-Não são permitidos comentários repetidos, quer estes sejam escritos no mesmo artigo ou em artigos diferentes;
-Os comentários devem visar o tema do artigo em que são submetidos. Os comentários “fora de tópico” não serão publicados;

Postagem Anterior Próxima Postagem