Foto: Reprodução/ TV Globo


A ex-presidenta Dilma Rousseff ingressou no Supremo Tribunal Federal (STF) com uma interpelação para exigir explicações de Jair Bolsonaro, a respeito de uma declaração feita em Dallas, nos Estados Unidos, no mês de maio. O presidente insinuou que ela teria participado da morte do capitão norte-americano Charles Chandler, em outubro de 1968.

“Quem até há pouco ocupava o governo teve em sua história suas mãos manchadas de sangue na luta armada, matando inclusive um capitão”, afirmou Bolsonaro, se referindo ao caso de Chandler. Dilma nega veementemente participação no caso.

Acusado


Na hipótese de Bolsonaro admitir que se referia mesmo à ex-presidenta Dilma, ele poderá ser acusado formalmente de injúria, difamação e calúnia.

A interpelação foi encaminhada ao gabinete do presidente da Corte, ministro Dias Toffoli. Ele responde pelo plantão do STF durante o recesso de julho.




Revista Fórum

Faça um comentário

-Os comentários reproduzidos não refletem necessariamente a linha editorial do blog
-São impublicáveis acusações de carácter criminal, insultos, linguagem grosseira ou difamatória, violações da vida privada, incitações ao ódio ou à violência, ou que preconizem violações dos direitos humanos;
-São intoleráveis comentários racistas, xenófobos, sexistas, obscenos, homofóbicos, assim como comentários de tom extremista, violento ou de qualquer forma ofensivo em questões de etnia, nacionalidade, identidade, religião, filiação política ou partidária, clube, idade, género, preferências sexuais, incapacidade ou doença;
-É inaceitável conteúdo comercial, publicitário (Compre Bicicletas ZZZ), partidário ou propagandístico (Vota Partido XXX!);
-Os comentários não podem incluir moradas, endereços de e-mail ou números de telefone;
-Não são permitidos comentários repetidos, quer estes sejam escritos no mesmo artigo ou em artigos diferentes;
-Os comentários devem visar o tema do artigo em que são submetidos. Os comentários “fora de tópico” não serão publicados;

Postagem Anterior Próxima Postagem