Bolsonaro em culto com a bancada evangélica na Câmara (Michel Jesus/ Câmara dos Deputados)


O Governo Bolsonaro começou a aprovar as indicações de congressistas em postos federais com o objetivo de concluir a reforma da Previdência na Câmara, que aparece travada por conta da votação dos destaques.

Em campanha eleitoral, Bolsonaro havia afirmado que não faria concessões em troca de apoio no Congresso, mas parece ter adotado o toma-lá-dá-cá como uma prática recorrente. Para a aprovação em primeiro turno, o governo liberou cerca de R$ 5 bilhões em emendas e agora vai distribuir cargos para fidelizar o centrão.

Segundo a Folha, há meses deputados reclamam com o governo de terem indicado nomes que ficaram travados sem efetivação e cerca de 300 indicações começaram a ser confirmadas na semana da reforma.

Além dos cargos, os parlamentares querem a garantia do pagamento das emendas prometidas e exigem que Bolsonaro mande um projeto de lei para liberar mais dinheiro a ministérios para que a verba dos deputados seja liberada.


Revista Fórum

Faça um comentário

-Os comentários reproduzidos não refletem necessariamente a linha editorial do blog
-São impublicáveis acusações de carácter criminal, insultos, linguagem grosseira ou difamatória, violações da vida privada, incitações ao ódio ou à violência, ou que preconizem violações dos direitos humanos;
-São intoleráveis comentários racistas, xenófobos, sexistas, obscenos, homofóbicos, assim como comentários de tom extremista, violento ou de qualquer forma ofensivo em questões de etnia, nacionalidade, identidade, religião, filiação política ou partidária, clube, idade, género, preferências sexuais, incapacidade ou doença;
-É inaceitável conteúdo comercial, publicitário (Compre Bicicletas ZZZ), partidário ou propagandístico (Vota Partido XXX!);
-Os comentários não podem incluir moradas, endereços de e-mail ou números de telefone;
-Não são permitidos comentários repetidos, quer estes sejam escritos no mesmo artigo ou em artigos diferentes;
-Os comentários devem visar o tema do artigo em que são submetidos. Os comentários “fora de tópico” não serão publicados;

Postagem Anterior Próxima Postagem