As revelações de hoje do Intercept com o jornal Folha de São Paulo são bombásticas e tornam a situação de Moro/Dallagnol insustentáveis, mesmo que tenham ido procurar socorro nos EUA.

Elas são esclarecedoras sobre as procedimentos e as armações do que deve ser chamado pelo nome correto, o "Partido da Lava Jato".

O "Partido da Lava Jato" atacava a política e alguns políticos em especial para fazer política. Nunca quiserem fazer Justiça.

Isso levou ao resultado eleitoral conhecido.

Um partido sem ser reconhecido como tal falava mal da política e dos partidos, fazendo política, como se partido fosse.

E assim agiu.

E como partido fez surgir (ou ressurgir) - de forma escamoteada e ampliada - o campo de direita, que acabou por conduzir a narrativa que gerou o golpe institucional de 2016 e foi ocupando os espaços eleitorais em 2018 no Brasil.

Esse ambiente político produziu um falso partido, falsas provas e uma falsa narrativa que levou uma falsa solução à Presidência do Brasil.

A confusão é grande, mas não há como deixar no cargo um ministro que controla a Polícia Federal que não pode deixar de investigar o seu chefe.

Por muito menos outros ministros caíram.

O Brasil precisa reencontrar um projeto de Nação.







Blog do Roberto Moraes

Faça um comentário

-Os comentários reproduzidos não refletem necessariamente a linha editorial do blog
-São impublicáveis acusações de carácter criminal, insultos, linguagem grosseira ou difamatória, violações da vida privada, incitações ao ódio ou à violência, ou que preconizem violações dos direitos humanos;
-São intoleráveis comentários racistas, xenófobos, sexistas, obscenos, homofóbicos, assim como comentários de tom extremista, violento ou de qualquer forma ofensivo em questões de etnia, nacionalidade, identidade, religião, filiação política ou partidária, clube, idade, género, preferências sexuais, incapacidade ou doença;
-É inaceitável conteúdo comercial, publicitário (Compre Bicicletas ZZZ), partidário ou propagandístico (Vota Partido XXX!);
-Os comentários não podem incluir moradas, endereços de e-mail ou números de telefone;
-Não são permitidos comentários repetidos, quer estes sejam escritos no mesmo artigo ou em artigos diferentes;
-Os comentários devem visar o tema do artigo em que são submetidos. Os comentários “fora de tópico” não serão publicados;

Postagem Anterior Próxima Postagem