As polêmicas jurídicas e políticas envolvendo Lula prometem momentos dramáticos neste segundo semestre.

Lula terá direito a progressão de pena ao final de setembro. Alguns defendem que teria direito desde já.

O Vaza Jato divulgará, ao longo das próximas, mais informações sobre a parcialidade de Moro e outros desvios da operação Lava Jato. Há grande expectativa sobre o que virá, e quais serão seus efeitos.

A segunda turma do STF julgará, após o recesso, recurso de Lula que pede a suspeição de Moro.

O TRF4 também promete julgar em breve, em segunda instância, o processo de Lula referente ao sítio de Atibaia, pelo qual o ex-presidente já foi condenado em primeira instância pela juíza Gabriela Hardt.

Caso seja novamente condenado pelo TRF4, Hardt poderia emitir outro mandado de prisão contra Lula, impedindo-o de seguir para o regime semi-aberto (que na prática é aberto, por causa da falta de instituições adequadas) ou para a liberdade total, em caso de anulação do processo do triplex.

Como o processo de Atibaia foi iniciado por Sergio Moro, há dúvidas se a anulação do processo do triplex no STF poderia também anulá-lo. O certo seria que sim, que ambos fossem anulados, mas sabe-se lá o que as cortes dirão, em tempos tão estranhos.

Seja como for, é fato que a prisão de Lula permanecerá no centro do debate político neste segundo semestre de 2019.

Na Rádio Guaíba

TRF4 pode julgar Lula no processo do sítio de Atibaia no segundo semestre

“Não temos razão nenhuma para atropelar ou pra retardar”, disse presidente da 8ª Turma, Leandro Paulsen

Publicado por Camila Diesel –



O Cafezinho

Faça um comentário

-Os comentários reproduzidos não refletem necessariamente a linha editorial do blog
-São impublicáveis acusações de carácter criminal, insultos, linguagem grosseira ou difamatória, violações da vida privada, incitações ao ódio ou à violência, ou que preconizem violações dos direitos humanos;
-São intoleráveis comentários racistas, xenófobos, sexistas, obscenos, homofóbicos, assim como comentários de tom extremista, violento ou de qualquer forma ofensivo em questões de etnia, nacionalidade, identidade, religião, filiação política ou partidária, clube, idade, género, preferências sexuais, incapacidade ou doença;
-É inaceitável conteúdo comercial, publicitário (Compre Bicicletas ZZZ), partidário ou propagandístico (Vota Partido XXX!);
-Os comentários não podem incluir moradas, endereços de e-mail ou números de telefone;
-Não são permitidos comentários repetidos, quer estes sejam escritos no mesmo artigo ou em artigos diferentes;
-Os comentários devem visar o tema do artigo em que são submetidos. Os comentários “fora de tópico” não serão publicados;

Postagem Anterior Próxima Postagem