Lula: Reduziram uma pena que não deveria nem existir
Instituto Lula


O julgamento da quinta turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) que reduziu a pena do ex-presidente Lula no caso do triplex não diminui a injustiça à qual ele está submetido.

A opinião é do próprio presidente, que foi visitado em sua cela em Curitiba nesta terça-feira (23) e enviou um recado por seu advogado Emídio de Souza.

Nenhuma pena reduzida é justa para um homem que não cometeu crime algum.

“Até aqui não tive direito a um julgamento justo”, disse Lula ao advogado e deputado estadual por São Paulo.

O presidente Lula não esperava nada de positivo deste julgamento. Lula considera o julgamento totalmente como mais um capítulo da farsa que foi encenada desde a investigação e seguiu na acusação, na primeira e na segunda instâncias.

“Não foi uma coincidência os juízes jogarem todos do mesmo jeito. Eles já tinham uma combinação, como já tiveram no TRF-4 (segunda instância)”, disse Emídio em frente à sede da Polícia Federal na capital paranaense.

“O julgamento de hoje é mais um capítulo de um julgamento totalmente político, é assim que o presidente enxerga. Um julgamento onde não vale prova, as provas de defesa são totalmente desconsideradas e a palavra do delator vale mais do que qualquer coisa”.

Lula segue aguardando por um julgamento que respeite as leis, a Constituição e os fatos.

Ao final de sua fala, Emídio ainda alertou que essa redução não representa um avanço em relação à liberdade do Lula.

Como parte de um processo de julgamentos combinados e cartas marcadas, essa decisão não terá efeito algum caso o TRF-4 se apresse, como fez no ano passado, para condenar Lula em mais um processo sem crime, o do sítio de Atibaia.





Viomundo

Faça um comentário

-Os comentários reproduzidos não refletem necessariamente a linha editorial do blog
-São impublicáveis acusações de carácter criminal, insultos, linguagem grosseira ou difamatória, violações da vida privada, incitações ao ódio ou à violência, ou que preconizem violações dos direitos humanos;
-São intoleráveis comentários racistas, xenófobos, sexistas, obscenos, homofóbicos, assim como comentários de tom extremista, violento ou de qualquer forma ofensivo em questões de etnia, nacionalidade, identidade, religião, filiação política ou partidária, clube, idade, género, preferências sexuais, incapacidade ou doença;
-É inaceitável conteúdo comercial, publicitário (Compre Bicicletas ZZZ), partidário ou propagandístico (Vota Partido XXX!);
-Os comentários não podem incluir moradas, endereços de e-mail ou números de telefone;
-Não são permitidos comentários repetidos, quer estes sejam escritos no mesmo artigo ou em artigos diferentes;
-Os comentários devem visar o tema do artigo em que são submetidos. Os comentários “fora de tópico” não serão publicados;

Postagem Anterior Próxima Postagem