Jornal GGN – O ex-juiz Sergio Moro e o ex-primeiro-ministro português José Sócrates de Sousa voltaram a trocar farpas através da imprensa e das redes sociais, durante passagem do hoje ministro da Justiça de Jair Bolsonaro por um fórum jurídico organizado por Gilmar Mendes, em Lisboa.

Depois de ser chamado de “ativista político” por Sócrates, Moro reagiu, em entrevista à TV Record, afirmando expressamente que o político é um “criminoso”.

Sócrates – que frisou que jamais foi condenado pela Justiça por qualquer crime – rebateu no Facebook: “As palavras só confirmam o que já se sabia do personagem: como juiz, indigno; como político, medíocre; como pessoa, lamentável.”

O político português já havia incomodado Moro ao afirmar, em nota, que o Brasil vive uma crise institucional em que o ex-juiz da Lava Jato foi protagonista, violando as leis e a Constituição brasileira e atuando como “ativista político”.

Moro, à Record, disse o Brasil avançou nos últimos anos no combate à corrupção da classe político, e acrescentou que o ex-primeiro-ministro português é um “criminoso”, e que não iria discutir com ele “na televisão”.

“SUPER TIRA”


Na mesma entrevista, veiculada na quarta (24), Moro comentou sobre a ascensão a ministro de Jair Bolsonaro depois de, como juiz, ter condenado e levado à prisão o ex-presidente Lula e outras figuras envolvidas na Lava Jato.

Ele afirmou que teve um papel importante como juiz, de restaurar “a fé das pessoas na Justiça”. Mas agora, como ministro, o “papel” é mais “estrutural”. Moro deixou de ser um “super tira ou super juiz” para “dar condições para a polícia e à Justiça fazerem um bom trabalho.”



Veja, abaixo, a nova resposta de Sócrates a Moro.






GGN

Faça um comentário

-Os comentários reproduzidos não refletem necessariamente a linha editorial do blog
-São impublicáveis acusações de carácter criminal, insultos, linguagem grosseira ou difamatória, violações da vida privada, incitações ao ódio ou à violência, ou que preconizem violações dos direitos humanos;
-São intoleráveis comentários racistas, xenófobos, sexistas, obscenos, homofóbicos, assim como comentários de tom extremista, violento ou de qualquer forma ofensivo em questões de etnia, nacionalidade, identidade, religião, filiação política ou partidária, clube, idade, género, preferências sexuais, incapacidade ou doença;
-É inaceitável conteúdo comercial, publicitário (Compre Bicicletas ZZZ), partidário ou propagandístico (Vota Partido XXX!);
-Os comentários não podem incluir moradas, endereços de e-mail ou números de telefone;
-Não são permitidos comentários repetidos, quer estes sejam escritos no mesmo artigo ou em artigos diferentes;
-Os comentários devem visar o tema do artigo em que são submetidos. Os comentários “fora de tópico” não serão publicados;

Postagem Anterior Próxima Postagem