Os caminhoneiros classificaram as medidas anunciadas pelo governo Bolsonaro nesta terça-feira (16) como “uma esmola”. As promessas de Bolsonaro de abertura de uma linha de crédito de R$ 30 mil para a compra de pneus e insumos, de melhoria das estradas e da construção de pontos de descanso em rodovias federais não apaziguaram a categoria.

“Nada do que o ministro da Infraestrutura anunciou nos ajuda. É um avanço conseguir pegar dinheiro no BNDES a baixo custo? É. Mais hoje mais da metade dos caminhoneiros está com o nome sujo no Serasa. Nós vamos conseguir pegar esse crédito?, questiona wandelei Alves, o Dedéco, liderança do movimento, em Curitiba (PR).

Segundo Daniel Reis de Oliveira, o Queixada, que integra o mesmo grupo de Alves, organizados numa rede de WhatsApp com 1 milhão de caminhoneiros, há muitos motoristas que não conseguem pagar os financiamentos por causa do baixo valor pago dos fretes e o preço alto do diesel.

O diretor do Sindicato dos Caminhoneiros de Ourinhos (SP) chamou de “esmola” o crédito oferecido. “É melhor do que nada, mas é uma esmola. Trinta mil não dá para 15 pneus. O caminhoneiro precisava de uma linha d ecrédito de R$ 200 mil”, declarou.

Em nota, a Confederação Nacional dos Transportistas Autônomos (CNTA) afirma reconhecer o esforço do governo e se mantém positiva com postura aberta ao diálogo desta gestão”. A entidade cobra a fixação deum preço mínimo para os fretes e fiscalização.

“São medidas importantes, que beneficiam o caminhoneiros e o valoriza como profissional. Porém, ainda aguardamos uma resposta sobre o nosso principal anseio, que o cumprimento da lei do piso mínimo do frete”, diz o presidente da CNTA, Diumar Bueno.

Segundo a nota da Associação, a tabela garante que o profissional autônomo tenha condições mínimas de se manter no mercado mesmo com as oscilações dos seus insumos e regula toda a negociação da contratação de frete”.

As lideranças da categoria não descartam a realização de uma nova paralisação para o mês de maio.


*Com informações da Folha de São Paulo




Blog do Esmael

Faça um comentário

-Os comentários reproduzidos não refletem necessariamente a linha editorial do blog
-São impublicáveis acusações de carácter criminal, insultos, linguagem grosseira ou difamatória, violações da vida privada, incitações ao ódio ou à violência, ou que preconizem violações dos direitos humanos;
-São intoleráveis comentários racistas, xenófobos, sexistas, obscenos, homofóbicos, assim como comentários de tom extremista, violento ou de qualquer forma ofensivo em questões de etnia, nacionalidade, identidade, religião, filiação política ou partidária, clube, idade, género, preferências sexuais, incapacidade ou doença;
-É inaceitável conteúdo comercial, publicitário (Compre Bicicletas ZZZ), partidário ou propagandístico (Vota Partido XXX!);
-Os comentários não podem incluir moradas, endereços de e-mail ou números de telefone;
-Não são permitidos comentários repetidos, quer estes sejam escritos no mesmo artigo ou em artigos diferentes;
-Os comentários devem visar o tema do artigo em que são submetidos. Os comentários “fora de tópico” não serão publicados;

Postagem Anterior Próxima Postagem