Durante encontro com estudantes prounistas e cotistas em São Paulo, nesta quarta-feira 12, o candidato à presidência pelo PT, Fernando Haddad, declarou que ele e a equipe fizeram "um programa de governo muito detalhado no sentido de que a sociedade saiba o que será feito a partir do dia primeiro de janeiro"; "Nosso plano de governo é coletivo e tem o Lula como principal liderança e inspiração. Ele validou cada ponto do programa comigo para que nós não tenhamos dúvidas do que vamos fazer pelo Brasil", afirmou


247 - O candidato do PT à presidência da República, Fernando Haddad, explicou nesta quarta-feira 12 o papel do ex-presidente Lula em seu programa de governo e num evento governo petista, caso seja eleito. Durante encontro com estudantes prounistas e cotistas em São Paulo, nesta quarta-feira 12, ele disse que ele e a equipe fizeram "um programa de governo muito detalhado no sentido de que a sociedade saiba o que será feito a partir do dia primeiro de janeiro".

"Nosso plano de governo é coletivo e tem o Lula como principal liderança e inspiração. Ele validou cada ponto do programa comigo para que nós não tenhamos dúvidas do que vamos fazer pelo Brasil", acrescentou. Para ele, o projeto do PT é o melhor para acabar com a crise instaurada hoje no país.

"Haverá reforma tributária para favorecer os mais pobres. Reforma bancária para obrigar os bancos a abaixarem os juros. Retomada de obra pública, federalização de crimes, ensino médio com apoio federal, Mais Médicos de média complexidade. Tudo o que está no nosso plano de governo foi discutido à exaustão durante um ano para que não pairassem dúvidas", detalhou.

Ex-ministro da Educação, Haddad disse ainda que uma das prioridades de seu governo será melhorar a qualidade do ensino médio do País. "O ensino médio vai reagir. Pela constituição, ele é de responsabilidade dos estados, mas não é por isso que a União vai deixar de interferir no sistema para promovê-lo do ponto de vista da qualidade. As nossas escolas federais públicas são as melhores do país. Todas as escolas federais do ensino médio vão ter que estabelecer um protocolo de cooperação com as estaduais que tiverem com desempenho insatisfatório. Queremos oferecer a elas o que nós temos de melhor", disse.


Brasil 247

Faça um comentário

-Os comentários reproduzidos não refletem necessariamente a linha editorial do blog
-São impublicáveis acusações de carácter criminal, insultos, linguagem grosseira ou difamatória, violações da vida privada, incitações ao ódio ou à violência, ou que preconizem violações dos direitos humanos;
-São intoleráveis comentários racistas, xenófobos, sexistas, obscenos, homofóbicos, assim como comentários de tom extremista, violento ou de qualquer forma ofensivo em questões de etnia, nacionalidade, identidade, religião, filiação política ou partidária, clube, idade, género, preferências sexuais, incapacidade ou doença;
-É inaceitável conteúdo comercial, publicitário (Compre Bicicletas ZZZ), partidário ou propagandístico (Vota Partido XXX!);
-Os comentários não podem incluir moradas, endereços de e-mail ou números de telefone;
-Não são permitidos comentários repetidos, quer estes sejam escritos no mesmo artigo ou em artigos diferentes;
-Os comentários devem visar o tema do artigo em que são submetidos. Os comentários “fora de tópico” não serão publicados;

Postagem Anterior Próxima Postagem