Os meios médicos de São Paulo estranham: ontem à noite, uma equipe do Sírio Libanês foi a Juiz de Fora examinar o estado de Jair Bolsonaro e o capitão acaba indo para o Albert Einstein? Parece que, por alguma razão, o pessoal do Sírio recuou.

Sabe-se que, a pedido da família de Bolsonaro, fora formada uma junta médica integrada pelo cirurgiões Henrique Borsato e Eduardo Borato – ambos da Santa Casa – e mais Abrahão Ajjar, Filomena Galãs e Juliano Pinheiro de Almeida, do corpo médico do Sírio-Libanês. Na primeira avaliação, foi descartada a transferencia do candidato para um hospital paulista.

Menos de 12 horas depois, o deputado voou para São Paulo, mas está internado em outro hospital, o Alberto Einstein. Saiu de território árabe para território judeu.


Os Divergentes

Faça um comentário

-Os comentários reproduzidos não refletem necessariamente a linha editorial do blog
-São impublicáveis acusações de carácter criminal, insultos, linguagem grosseira ou difamatória, violações da vida privada, incitações ao ódio ou à violência, ou que preconizem violações dos direitos humanos;
-São intoleráveis comentários racistas, xenófobos, sexistas, obscenos, homofóbicos, assim como comentários de tom extremista, violento ou de qualquer forma ofensivo em questões de etnia, nacionalidade, identidade, religião, filiação política ou partidária, clube, idade, género, preferências sexuais, incapacidade ou doença;
-É inaceitável conteúdo comercial, publicitário (Compre Bicicletas ZZZ), partidário ou propagandístico (Vota Partido XXX!);
-Os comentários não podem incluir moradas, endereços de e-mail ou números de telefone;
-Não são permitidos comentários repetidos, quer estes sejam escritos no mesmo artigo ou em artigos diferentes;
-Os comentários devem visar o tema do artigo em que são submetidos. Os comentários “fora de tópico” não serão publicados;

Postagem Anterior Próxima Postagem