Morre o cineasta Glauber Rocha | 1981



No dia 22 de agosto de 1981 morria, no Rio de Janeiro, Glauber de Andrade Rocha, cineasta, ator e escritor. Ele foi vítima de um choque bacteriano, cujos sintomas começou a sentir em Sintra, Portugal, onde realizava filmagens. Nascido no dia 14 de março de 1939, em Vitória da Conquista (BA), Glauber sempre teve a vida direcionada ao cinema. Suas obras consagradas são “Deus e o Diabo na Terra do Sol” (1964), “Terra em Transe” (1967) e “O Dragão da Maldade contra o Santo Guerreiro” (1969). Seu trabalho pregava uma nova estética, diferente daquela dos filmes norte-americanos. Com o princípio de "uma câmera na mão e uma ideia na cabeça", era um dos líderes do movimento do cinema novo no Brasil. Por conta de sua postura questionadora, era visto como um elemento subversivo durante o período militar. Com o filme “Terra em Transe” tornou-se conhecido, conquistando o Prêmio da Crítica do Festival de Cannes, o Prêmio Luis Buñuel na Espanha, o Prêmio de Melhor Filme do Locarno International Film Festival, e o Golfinho de Ouro de melhor filme do ano, no Rio de Janeiro. Outro filme premiado foi “O Dragão da Maldade contra o Santo Guerreiro”, que recebeu o prêmio de melhor direção em Cannes e o Prêmio Luiz Buñuel. Em 1971, ele partiu para um período de cinco anos no exílio. Seis anos depois, sofreu com a morte de sua irmã, a atriz Anecy Rocha, que morreu aos 34 anos após cair em um fosso de elevador. Sua outra irmã morreu aos 11 por conta de leucemia.


Imagem: [copyrighted/fair use], via Wikimedia Commons


HISTORY

Postar um comentário

0 Comentários