A perseguição ao ex-presidente Lula chama atenção para a Justiça criminal. Por Afrânio Silva Jardim



Publicado originalmente na fanpage do autor no Facebook
POR AFRÂNIO SILVA JARDIM, professor associado de Direito Processual Penal da UERJ


Eu não mais tenho ilusão: o nosso Poder Judiciário e o Ministério Público são instituições conservadoras, punitivistas, corporativistas e sem maior preparo jurídico.

Tecnicamente, a maioria de seus membros tem conhecimento jurídico absolutamente insuficiente e não estudam mais, senão os casos concretos.


Muitos sequer prolatam a maioria de suas decisões, que ficam por conta de seus novatos e inexperientes assessores, em uma verdadeira fraude.

Copiam tudo dos computadores e ficam citando decisões dos tribunais, muitas elaboradas por outros assessores.

Magistrados e membros do Ministério Público não estudam sistematicamente e não têm cultura geral e humanística.



Lula. Foto: Juca Varella/ Agência Brasil

DCM