Quase não vi na internet, apenas – dos grande sites – no R7, uma notícia daquelas que faz a gente perder o complexo de incapacidade e fracasso que, a toda hora, tentam incutir nos brasileiros.

Um professor da Universidade Federal de Minas Gerais, Paulo Iscold, e seus alunos de graduação e pós-graduação, construíram o Anequim, um pequeno avião de apenas 500 quilos (já com o piloto) e com um motor convencional de quatro cilindros. Encontrei essa descrição dele no blog de tecnologia Meio Bit, de Carlos Cardoso:”O motor, um Lycoming IO-360 é um dos mais comuns na aviação de pequeno porte. Lançado em 1955, é do tempo dos carburadores e magnetos, produzindo modestos 180 hp.”

E com ele, o Anequim bateu, e com muita folga, cinco recordes mundiais de velocidade para aviões de sua categoria, em testes feitos na Base Aérea de Santa Cruz, no Rio de Janeiro.

Segundo o R7: Velocidade em 3 km com altitude restrita: 521,08 km/h (recorde anterior: 466,83 km/h ); Velocidade em 15 km: 511,19 km/h (recorde anterior: 455, 8 km/h ); Velocidade em circuito fechado – 100 km: 490,14 km/h (recorde anterior: 389,6 km/h ); Velocidade em circuito fechado – 500 km: 493.74 km/h (recorde anterior: 387,4 km/h ).

De quebra, levou 2 minutos e 26 segundos para atingir três mil metros de altitude, 32 segundos a menos que o recorde anterior.

A aplicação das qualidades do Anequim e seu desenvolvimento aerodinâmico, em qualquer país do mundo, estariam na mira da indústria aeronáutica e de defesa.

Aqui, são tratados, quando muito, como “curiosidade”.


(continua depois desta inserção)


Comentário(s)

-Os comentários reproduzidos não refletem necessariamente a linha editorial do blog
-São impublicáveis acusações de carácter criminal, insultos, linguagem grosseira ou difamatória, violações da vida privada, incitações ao ódio ou à violência, ou que preconizem violações dos direitos humanos;
-São intoleráveis comentários racistas, xenófobos, sexistas, obscenos, homofóbicos, assim como comentários de tom extremista, violento ou de qualquer forma ofensivo em questões de etnia, nacionalidade, identidade, religião, filiação política ou partidária, clube, idade, género, preferências sexuais, incapacidade ou doença;
-É inaceitável conteúdo comercial, publicitário (Compre Bicicletas ZZZ), partidário ou propagandístico (Vota Partido XXX!);
-Os comentários não podem incluir moradas, endereços de e-mail ou números de telefone;
-Não são permitidos comentários repetidos, quer estes sejam escritos no mesmo artigo ou em artigos diferentes;
-Os comentários devem visar o tema do artigo em que são submetidos. Os comentários “fora de tópico” não serão publicados;

Postagem Anterior Próxima Postagem