Provavelmente você já sabe, mas não custa reiterar: um dos efeitos colaterais da maconha é a fome. Aliás, não apenas fome, mas MUITA fome. A pessoa fuma a erva e, depois de alguns minutos, passa a desejar fortemente tudo o que possa ser comido: de fatias de bacon com leite condensado à berinjela crua com biscoito de morango– não importa; a única coisa que interessa é comer como se não houvesse amanhã. Mas afinal, por que é que isso acontece? De onde vem o apetite absurdo ativado pela maconha?

Essa fome toda é popularmente conhecida como “larica”, e uma pesquisa recentemente publicada no Nature Neuroscience revelou que o Tetrahidrocanabinol, mais conhecido pela sigla THC, deixa o usuário com maior sensibilidade com relação a cheiros e gostos, fazendo com que a pessoa fique faminta e com que qualquer comida pareça um banquete.

Testes



Fonte da imagem: Reprodução/Triathlon

Pesquisadores separaram dois grupos de camundongos: um recebeu THC e o outro, não. Os animais foram levados a jaulas com bananas e óleos de amêndoas: os animais “drogados” ficaram muito mais tempo sentindo o cheiro dos óleos e comeram muito mais banana do que os ratinhos “normais”.

Os cientistas aproveitaram também para testar o efeito da droga em um grupo de camundongos geneticamente modificados e, portanto, sem os receptores canabinoides. Nesse grupo, a maconha não fez efeito algum.

Ação




Fonte da imagem: Reprodução/Wallpaperswa



Esses receptores canabinoides ficam localizados no sistema endocanabinoide, região do cérebro responsável pelo controle de emoções, dor, sensibilidade, memória e, claro, apetite. Vale lembrar que a marijuana afeta também outras regiões cerebrais. Já se sabe, inclusive, que a maconha atua diretamente na liberação de dopamina, um neurotransmissor envolvido no controle de movimentos, humor, sono, emotividade e cognição.

As pesquisas a respeito da erva ainda não são conclusivas, mas os cientistas esperam que, à medida que a ação da maconha seja desvendada, mais usos médicos ela proporcione. Por enquanto, o uso medicinal da droga em pacientes com câncer ou portadores do vírus HIV ajuda a aumentar o apetite. E agora você já sabe por quê.

Mega Curioso

Axact

Ronaldo

Blogueiro e livreiro, reproduzo as notícias que considero interessante para os amigos e disponíbilizo meu acervo de livros para possíveis clientes. Boa leitura e boas compras.

Poste aqui o seu comentário:

Recomendamos para você

Minha lista de blogs