Globo tentou comprar silêncio de mulher que teria sido estuprada na emissora

Imagens do suposto estupro de Monique no BBB

Gaúcha foi contratada por 2 anos pela Rede Globo após episódio de estupro em atração da emissora. O caso acabou arquivado pela Justiça


Monique Amin foi uma das convidadas do Programa Silvio Santos deste domingo (26). Durante conversa com o dono do SBT, a Gaúcha falou sobre o episódio em que teria sido estuprada no Big Brother Brasil (BBB), da TV Globo, no ano de 2012.

“Acho que conheço você da televisão”, disse Silvio Santos, se dirigindo a Monique com aquela estratégia de se fazer de bobo para que ela diga o que ele quer ouvir.

“Eu fui do Big Brother Brasil e na Fazenda, agora, na Record”, respondeu a gaúcha. “E como a Record deixou você entrar na Fazenda?”, ele continuou, na mesma linha. “É que teve uma nova chance para ex-participantes de reality shows. Como a gente já não tinha mais contrato, podia ir”, disse a moça.

“Você teve um contato com a Globo, é isso? De quantos meses?”, quis saber Silvio. “De dois anos”, disse ela. “Mas depois do Big Brother Brasil você fez o quê? Você foi atriz?”, prosseguiu o apresentador.

“Eu tentei. Não sei… eles ficaram comigo dois anos na geladeira”, soltou Monique. “Eles pagaram dois anos para você não fazer nada? Quem você namorou lá?”, ironizou o dono do SBT. “Juro que ninguém. Eu fiquei estudando”, rebateu ela.

“Mas como uma empresa de televisão contrata uma moça bonita como você, paga salário e você não faz nada?”, cutucou Silvio Santos. “Para abafar o caso?”, admitiu Monique, pondo a mão sobre a boca. “O que que é?”, perguntou o apresentador. “Ah, Silvio!”

“Então, quer dizer que, para você não falar o que aconteceu, eles deixaram você lá dois anos?”, ele insistiu. “É. Mas não disseram que era por isso, né?”, concluiu Monique.

No ano passado, Monique já havia revelado que a Globo manobrou para colocar panos quentes sobre o caso. “Eles [Globo] são espertos, ficaram me cozinhando um tempão até a poeira baixar”, disse.

Relembre o caso


Em uma madrugada na casa vigiada pelas câmeras da Globo, depois de uma festa em que Monique havia bebido um pouco a mais, o participante Daniel Echaniz se aproximou sob o edredom.

Para muitos que acompanharam a cena ao vivo pela internet ou pelo pay-per-view, os movimentos de Daniel eram característicos de um ato sexual.

À época, ambos chegaram a ser ouvidos pela polícia, mas negaram qualquer relação não consentida. Mais tarde, o caso foi arquivado.

Antes, porém, o modelo foi expulso do reality show. Monique, ao sair do programa, foi contratada pela Globo, mas apenas para passar dois anos na chamada ‘geladeira’.



Pragmatismo Político