Depois de ‘Marx e Hegel’, MP-SP intima pesquisador emérito de 88 anos por apologia às drogas


Depois do famoso caso do Ministério Público de São Paulo (MP-SP), em que juntou a dupla ‘Marx e Hegel’, caso que ficou conhecido como os ‘os três patetas do MP’, agora o Ministério Público de São Paulo apronta mais uma.

O MP-SP abriu investigação envolvendo o professor emérito da Unifesp (Universidade Federal de São Paulo), Elisaldo Carlini, de 88 anos, por apologia às drogas.