Companhia sueca se torna a primeira do mundo a abandonar os motores exclusivamente a combustão: a partir de 2019, apenas veículos totalmente elétricos ou híbridos sairão de suas fábricas.



O modelo Volvo V60, de motor híbrido, é exibido em São Petersburgo em 2015


A Volvo anunciou nesta quarta-feira (05/07) que, a partir de 2019, todos os carros que saírem de suas fábricas serão elétricos, o que a torna a primeira tradicional montadora do mundo a abandonar os motores movidos apenas a combustível.

No mercado desde 1927, a montadora sueca, famosa nas últimas décadas por seus altos padrões de segurança, disse que a decisão é uma das mudanças "mais significativas já realizadas por uma fabricante" e atende ao desejo de seus próprios clientes.

Segundo a empresa, o objetivo é vender 1 milhão de veículos até 2025, de variados modelos – de carros totalmente elétricos a versões híbridas. A decisão inicialmente se aplica à Volvo Cars, ou seja, os caminhões continuarão a ser produzidos como agora pela Volvo Trucks.

"O anúncio marca o fim dos motores exclusivamente a combustão", anunciou Hakan Samuelsson, presidente da Volvo. "A demanda por carros elétricos é crescente, e queremos dar uma resposta a nossos consumidores."

O plano da Volvo, que desde 2010 pertence à companhia chinesa Geely, é lançar cinco carros totalmente elétricos entre 2019 e 2021. Três deles serão modelos Volvo e dois de sua ramificação de carros de alto desempenho Polestar.

A montadora destacou que, assim, continua em sua meta de reduzir a poluição nas cidades e atingir uma produção sem qualquer vestígio de emissões de carbono até 2025.

No ano passado, a empresa bateu recorde de vendas, com 534 mil carros, um aumento de 6% em relação ao ano anterior.

DW
Axact

Ronaldo

Blogueiro e livreiro, reproduzo as notícias que considero interessante para os amigos e disponíbilizo meu acervo de livros para possíveis clientes. Boa leitura e boas compras.

Poste aqui o seu comentário: