Ex-presidente voltou a apontar o teor político da sentença proferida por Sérgio Moro

Foto: Ricardo Stuckert

"Ninguém está acima da lei, mas um juiz também não pode estar acima dela. O juiz tem que executar a lei ao pé da letra e isso é uma coisa que vou brigar pelo resto da vida", disse o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva na manhã desta segunda-feira (24), em entrevista à Rádio Tiradentes, do Amazonas.

Lula ressaltou que não deixará de denunciar todos as violações cometidas no processo do tríplex do Guarujá. "Sou obrigado a me rebelar, a denunciar. Eu gostaria de não ser duro com ninguém, mas eu não posso ser muito afetuoso com quem me bate 24 horas por dia. Quem disse que eu roubei uma caneta que me prove, que me mostre pelo menos a tampa da caneta", destacou, ao classificar a sentença do juiz de 1ª instância Sérgio Moro como uma peça de "prestação de contas à imprensa".

"É engraçado porque na sentença o juiz apresenta muito mais argumentos para me absolver do que me condenar e ainda reconhece que o apartamento não é meu", afirmou Lula.

Axact

Ronaldo

Blogueiro e livreiro, reproduzo as notícias que considero interessante para os amigos e disponíbilizo meu acervo de livros para possíveis clientes. Boa leitura e boas compras.

Poste aqui o seu comentário: