Jornal GGN - O trailer oficial do filme que conta os bastidores da Lava Jato, lançado na noite de terça (11), vende a ideia de que a operação é a maior e mais bem-sucedida do mundo e revela alguns temas que serão abordados. Entre ele, a seletividade da força-tarefa, questionada por tentar "destruir o PT"; o papel do Supremo Tribunal Federal na soltura de réus e investigados e o triplex que afirmam pertencer a Lula.

Em uma das cenas divulgadas, um dos delegados aparece negando à imprensa que o objetivo é acabar com o PT. Em outro trecho, o mesmo personagem - que representa o delegado Ivan Romano - fala em salvação do País.

O triplex que o Ministério Público Federal diz que a OAS deu a Lula como pagamento de propina por contratos com a Petrobras também aparece no trailer, após um diálogo entre um membro da força-tarefa e seu próprio pai, que o acusa de ser "seletivo".

A personagem interpretada pela atriz Flávia Alessandra não poupa críticas à Suprema Corte, insinuando que os ministros ajudam a esvaziar a Lava Jato derrubando prisões preventivas.

O filme está previsto para estrear em 7 de setembro e já desperta polêmicas por, entre outros motivos, não divulgar quem são seus patrocinadores, além de ter desistido de trabalhar com o Ministério da Cultura, por meio da Lei Rouanet, quando Lula foi conduzido coercitivamente.

Axact

Ronaldo

Blogueiro e livreiro, reproduzo as notícias que considero interessante para os amigos e disponíbilizo meu acervo de livros para possíveis clientes. Boa leitura e boas compras.

Poste aqui o seu comentário: