Jornal GGN - O ex-primeiro ministro de Portugal José Sócrates (2005-2011) soltou o verbo contra a oposição ao PT e a Lava Jato, durante uma entrevista que concedeu à imprensa estrangeira em Lisboa, na quarta (26).

A Folha, que estava presente, relatou que FHC e Serra foram chamados de golpistas sem nenhuma cerimônia, e Sergio Moro, de "cúmplice do golpe".

"Os golpistas Fernando Henrique Cardoso e José Serra vieram a uma conferência aqui em Portugal para falar para os professores de direito portugueses e explicar o golpe. Como se nós não estivéssemos a ver o que se estava a passar", afirmou.


"Os cúmplices do golpe foram também o Moro e o Supremo Tribunal Federal. Moro divulgou uma escuta [entre Dilma Rousseff e Luiz Inácio Lula da SIlva] feita ilegalmente pela polícia. E o Supremo se omitiu", acrescentou.

Sócrates lembrou que, assim como Lula, tem sido vítima de Lawfare em seu país. No caso, Lula tem visto uma série de inquérito e ações penais proliferar no âmbito da Lava Jato, numa tentativa de impedi-lo de disputar a presidência em 2018. Já Sócrates há mais de 4 anos é alvo de um inquérito que também envolve a suposta compra irregular de um apartamento. Chegou a ser preso, mas até hoje o Ministério Público local não apresentou nenhuma denúncia.

"Eu vejo muitas semelhanças [de seu caso com o de Lula]. Tem até a coisa do apartamento", disse Sócrates.

"Isso se chama 'lawfare', que é fazer a guerra com a Justiça. É fazer política com a Justiça. Isso já é um fenômeno que tem muitos anos e, ao contrário do que os brasileiros pensam, não foram eles que inventaram isso. Tudo começou na Itália", comentou.

Leia mais aqui.

Axact

Ronaldo

Blogueiro e livreiro, reproduzo as notícias que considero interessante para os amigos e disponíbilizo meu acervo de livros para possíveis clientes. Boa leitura e boas compras.

Poste aqui o seu comentário: