José Cruz/Agência Brasil

Após pedido do superintendente da Polícia Federal do Paraná, delegado Rosalvo Ferrereira Franco, o juiz federal, Sérgio Moro, da Operação Lava Jato, decidiu adiar o depoimento do ex-presidente Lula sobre o tríplex no Guarujá (SP), que estava marcado para o dia 3 de maio.


Para a ocasião, o Partido dos Trabalhadores estava preparando uma grande mobilização para apoiar o ex-presidente petista.

Com a decisão de Moro, o depoimento foi remarcado para o dia 10 de maio, na sede da Justiça Federal, em Curitiba.

No pedido, a Polícia Federal alegou que com a proximidade do feriado do dia 1º de maio, Dia do Trabalhador, prejudicaria a organização da segurança para o depoimento.

Na ação penal que envolve o tríplex no Guarujá, Lula é acusado de receber vantagens indevidas da construtora OAS.

Em delação ao juiz Sérgio Moro, o presidente a OAS, Léo Pinheiro afirma ter documentos e registros que comprovam que o ex-presidente seria o dono do apartamento construído pela empreiteira.

Na semana passada, o advogado de Lula, Cristiano Zanin Martins apresentou documentos de recuperação judicial da OAS, onde a empresa afirma ser a proprietária do tríplex no Condomínio Solaris.

Axact

Ronaldo

Blogueiro e livreiro, reproduzo as notícias que considero interessante para os amigos e disponíbilizo meu acervo de livros para possíveis cliente. Boa leitura e boas compras.

Poste aqui o seu comentário:

0 comments:

-Os comentários reproduzidos não refletem necessariamente a linha editorial do blog
-São impublicáveis acusações de carácter criminal, insultos, linguagem grosseira ou difamatória, violações da vida privada, incitações ao ódio ou à violência, ou que preconizem violações dos direitos humanos;
-São intoleráveis comentários racistas, xenófobos, sexistas, obscenos, homofóbicos, assim como comentários de tom extremista, violento ou de qualquer forma ofensivo em questões de etnia, nacionalidade, identidade, religião, filiação política ou partidária, clube, idade, género, preferências sexuais, incapacidade ou doença;
-É inaceitável conteúdo comercial, publicitário (Compre Bicicletas ZZZ), partidário ou propagandístico (Vota Partido XXX!);
-Os comentários não podem incluir moradas, endereços de e-mail ou números de telefone;
-Não são permitidos comentários repetidos, quer estes sejam escritos no mesmo artigo ou em artigos diferentes;
-Os comentários devem visar o tema do artigo em que são submetidos. Os comentários “fora de tópico” não serão publicados;