Arte sobre foto de Albert Camus e obra de Nuno Ramos (Arte: Revista CULT)

Com participações de Juçara Marçal, Gui Amabis e Nuno Ramos, Sambas do absurdo, de Rodrigo Campos, é resposta a falta de sentido na vida cotidiana

Vozes entrecruzadas que cantam sem a definição de um ‘eu’, sons estrangeiros, perturbadores, deslocados do cotidiano e letras como “diz/ quem nasce da costela/ e boia na banheira/ agora toma forma/ e goza na memória” são alguns dos elementos que dão o tom ao disco Sambas do absurdo, idealizado por Rodrigo Campos, com participações de Juçara Marçal, Gui Amabis e Nuno Ramos.

O projeto, que será lançado na próxima sexta (28), tem inspiração em O mito de Sísifo (1942), de Albert Camus, em que um camponês é condenado pelos deuses a empurrar uma pedra para o alto da montanha, de onde ela continua a rolar incessantemente. Quando leu o ensaio, Campos percebeu repetições semelhantes na própria vida, e de alguma maneira se sentiu “acolhido” pelo texto.

“O absurdo causa esse medo de perder a referência, mas por outro ele te dá uma liberdade absurda: já que nada mais tem sentido, você pode ser quem quiser. Muda suas perspectivas”, diz. “No ensaio, o absurdo seria, em tese, essa falta de sentido da vida. Quis brincar com isso. E o samba é um gênero existencialista por excelência: se você ouvir Nelson Cavaquinho, Paulinho da Viola, vai ver que todos são muito filosóficos, existencialistas, mas de uma maneira cotidiana.”

O compositor Rodrigo Campos (Foto: Divulgação)

Ele menciona a visita de Camus ao país, em 1949, quando o autor e filósofo foi recebido com músicas de Dorival Caymmi: “Ele achou as músicas lindas e tristes, se identificou com o samba brasileiro, e de alguma forma percebeu essa melancolia”.

O compositor acredita que não há essa percepção sobre o gênero porque ele geralmente é cantado em rodas festivas, numa “atmosfera que relaciona todo brasileiro, sua história e a maneira como se formou o país”, longe de ares intelectualizados.

“Meus trabalhos têm tem uma relação direta ou indireta com o samba, às vezes como matéria prima, às vezes como gênero. É algo que já é do meu convívio, da minha formação, e por isso reconheço esse lado existencial, pois foi a coisa que mais ouvi na vida”, afirma.

O álbum contém oito faixas escritas por Nuno Ramos, todas intituladas “Absurdo”, apenas com uma indicação numérica que as difere. Para o artista, o disco é uma resposta indireta aos tempos atuais, à “absurdização” da vida em seus aspectos políticos e sociais.

“Estamos vivendo uma época de grande mudança e isso pede invenção”, afirma. “É uma virada forte, aparentemente conservadora, mas que como qualquer virada exige, insta muita potência e muita vontade. Vivo essa ‘absurdização’ como uma coisa que exige de mim uma voz, e acho que é isso que estamos tentando fazer.”

Axact

Ronaldo

Blogueiro e livreiro, reproduzo as notícias que considero interessante para os amigos e disponíbilizo meu acervo de livros para possíveis cliente. Boa leitura e boas compras.

Poste aqui o seu comentário:

0 comments:

-Os comentários reproduzidos não refletem necessariamente a linha editorial do blog
-São impublicáveis acusações de carácter criminal, insultos, linguagem grosseira ou difamatória, violações da vida privada, incitações ao ódio ou à violência, ou que preconizem violações dos direitos humanos;
-São intoleráveis comentários racistas, xenófobos, sexistas, obscenos, homofóbicos, assim como comentários de tom extremista, violento ou de qualquer forma ofensivo em questões de etnia, nacionalidade, identidade, religião, filiação política ou partidária, clube, idade, género, preferências sexuais, incapacidade ou doença;
-É inaceitável conteúdo comercial, publicitário (Compre Bicicletas ZZZ), partidário ou propagandístico (Vota Partido XXX!);
-Os comentários não podem incluir moradas, endereços de e-mail ou números de telefone;
-Não são permitidos comentários repetidos, quer estes sejam escritos no mesmo artigo ou em artigos diferentes;
-Os comentários devem visar o tema do artigo em que são submetidos. Os comentários “fora de tópico” não serão publicados;

Gostou do Blog? Divulgue. Curta. Compartilhe. Colabore. Aproveite os preços baixos dos livros. AQUI Últimos livros Anunciados e AQUI Tabela de Preços Promocionais