Suécia, conhecida por regras trabalhistas modernas, deve votar projeto até setembro deste ano



Créditos:



Enquanto no Brasil, propostas trabalhistas discutem a validade da remuneração de horas extras, na Suécia, um projeto sugere pausa para sexo durante o horário de trabalho – e tudo isso, pasme, visando o bem estar dos profissionais, sem qualquer tipo de desconto salarial.

O autor da proposta, o vereador sueco Per-Erik Muskos justificou que a ideá busca melhorar o equilíbrio entre o trabalho e a vida pessoal, além de aumentar a taxa de natalidade no município de Övertorneå.


Em meio aos inovadores projetos trabalhistas praticados na Suécia, o país conta, por exemplo, com a licença parental de 480 dias e até um ritual sagrado do café no meio do expediente, conhecido como “fika”, no qual as pessoas param as atividades para ter um momento de descontração.

Ao apresentar a proposta aos membros do conselho da cidade, Muskos defendeu que a medida seria um tempero a mais no casamento e melhoria a autoestima dos funcionários. “O sexo é, também, uma boa forma de praticar exercícios e tem efeitos positivos no bem-estar”, acrescentou o vereador durante seu discurso à mídia local. A sugestão é que as pessoas tirem uma hora por semana para ir para casa e fazer sexo com seus parceiros.

A proposta deve ser votada até setembro deste ano e, para ser aprovada, precisa reunir a maioria dos votos. No pequeno município de 4,5 mil habitantes, as opiniões se dividem entre os que acham a sugestão ridícula e descabida, os que apoiam a ideia e os que acham a situação, no mínimo, divertida. Parte da população condena a medida porque acreditam que os solteiros vão perder mais tempo em aplicativos, como o Tinder, procurando um date para passar o seu interlúdio semanal. Confira a matéria completa no site da revista Super Interessante.

Catraca Livre
Axact

Ronaldo

Blogueiro e livreiro, reproduzo as notícias que considero interessante para os amigos e disponíbilizo meu acervo de livros para possíveis clientes. Boa leitura e boas compras.

Poste aqui o seu comentário:

0 comments:

-Os comentários reproduzidos não refletem necessariamente a linha editorial do blog
-São impublicáveis acusações de carácter criminal, insultos, linguagem grosseira ou difamatória, violações da vida privada, incitações ao ódio ou à violência, ou que preconizem violações dos direitos humanos;
-São intoleráveis comentários racistas, xenófobos, sexistas, obscenos, homofóbicos, assim como comentários de tom extremista, violento ou de qualquer forma ofensivo em questões de etnia, nacionalidade, identidade, religião, filiação política ou partidária, clube, idade, género, preferências sexuais, incapacidade ou doença;
-É inaceitável conteúdo comercial, publicitário (Compre Bicicletas ZZZ), partidário ou propagandístico (Vota Partido XXX!);
-Os comentários não podem incluir moradas, endereços de e-mail ou números de telefone;
-Não são permitidos comentários repetidos, quer estes sejam escritos no mesmo artigo ou em artigos diferentes;
-Os comentários devem visar o tema do artigo em que são submetidos. Os comentários “fora de tópico” não serão publicados;