Do Facebook de Simone G de Lima

Eu li o relatório da operação carne fraca todo, as 353 páginas. Disponibilizei aqui porque, realmente, nossa imprensa é muito fraca, ainda mais quando se trata de traduzir tecnicalidades para o público leigo. Me irrito até não poder mais quando leio jornalismo que vai discutir leishmaniose ou zika, por exemplo. Mas então, vamos lá, bem resumidamente, o que me chamou mais atenção:

– Não sei de onde veio a história do papelão e tô com preguiça, agora, de saber. Mas não tem uma menção a papelão nenhum no relatório. Ou seja, parem de falar de papelão, por favor.

– O relatório faz sim referência, erradamente, a ácido ascórbico como se fosse carcinogênico ( na verdade, ele repete uma alegação de uma pessoa a respeito) . Ácido ascórbico é usado legalmente como conservante.
Ah, então quer dizer que foi tudo exagero e tá tudo lindo com a carne?

Não, gente.

Tá tudo bem com carne se ela está no corpo do ser vivo que é dono daquela carne.

Mas mesmo abstraindo do problema de tomar a carne alheia para si, vamos ver o que é preocupante no relatório.

– O relatório mostra um esquema que foi denunciado por UM funcionário do MAPA no Paraná, que abriu a boca após ter sido perseguido por não concordar com o esquema de subornos de fiscais por frigoríficos. Quando a polícia investiga o caso, uma coisa vai levando a outra, e o que começa como uma denúncia bem circunscrita de um pedacinho de um estado, vai ficando claro que é todo um esquema nacional de corrupção de fiscais por diversos frigoríficos , desde bem pequenos até os gigantes globais BRF ( Sadia, Perdigão e diversas subsidiárias) e JBS/ Friboi, maior holding mundial da indústria da carne. (Ou seja, é simplesmente inverídico alegar que todos os frigoríficos foram inspecionados mas só acharam problemas nesses. O que a investigação mostra é que achou MUITO mais problema em mais estados do que quando começou).

– O problema do ácido ascórbico não é ele ser usado como conservante e sim ele ser usado para MASCARAR que um lote de carne estava vencido.

– O problema de uso de cabeça de porco ( as pessoas ficam com nojo, mas esse não é o problema legal) é que não é permitido usar em processados a menos que isso esteja claro. É mais uma questão de fraude do consumidor.

– Há gravações de pessoas falando na maior naturalidade sobre como aproveitar, em embutidos, carne vencida há TRÊS MESES.

– O problema da salmonellose maior não é de que a carne tenha chegado na itália contaminada- ela foi devolvida. O problema são os funcionários gravados discutindo como iriam “reutilizar”, DEPOIS DE CHEGAR DE VOLTA , no porto, aqui. Cogitam usar em ração ou em embutido, daí dias depois dizem que já venderam por ali mesmo.

– São impactantes as gravações mostrando como se afastavam diversos fiscais que faziam o seu trabalho de maneira séria. Tem uma sequência toda de empresários falando de uma médica veterinária que é criteriosa nos exames laboratoriais, a chamando de vaca, puta* , etc, e discutindo tecnicamente o que fazer com os produtos para burlar os exames.
(*valhei-nos Carol Adams)

– A BRF simplesmente mantinha uma funcionária DENTRO DO MAPA com escrivaninha, computador, login e senha do sistema para emitir certificados. Apenas.

– O uso , na produção da carne e subprodutos, de animais que já chegam no abatedouro mortos por conta do transporte. Mesmo se abstraíssemos do que isso revela da crueldade no transporte desses animais, é algo que é proibido por normas sanitárias, porque desde o momento da morte já começa a decomposição, ou seja, o animal está na estrada decompondo e sua carne ainda vai ser usada horas/ dias depois para o processamento e venda.

– Algo grave que NINGUEM parece ter reportado: a alta funcionária do MAPA “ganhou” uma passagem da BRF pra Europa para aprender sobre abate em maiores velocidades do que as permitidas no Brasil. Voltou da viagem, puf, a norma do Brasil sobre velocidade de abate permitiu abate 20% mais rápido. Eu sei que isso é super técnico, mas o que ocorre é que mundialmente tem uma crítica a sistemas que aumentam a velocidade de abate de frangos tanto porque uma parcela vai entrar vivo no banho que escalda ( ou seja, vai ser fervido VIVO) quanto por conta de segurança do trabalhador. No relatório tão lá correndo para não ficar na cara que uma empresa privada influenciou o MAPA a mudar uma norma.

Há outras questões que não tenho tempo de relatar, mas queria compartilhar e dizer ainda que como alguem que é amiga de veterinários e estudantes de veterinária e alguem que estuda acompanha as investigações de irregularidades em matadouros em todo o mundo, nada disso propriamente me supreendeu. Na verdade, a crueldade da indústria da carne é muito mais grave do que tudo isso. Mas é importante saber o que se come, e é importante saber que o grande compromisso dessa indústria é com o seu lucro. Também não é grande novidade. Mas deveria ser nosso direito saber de onde vem a nossa comida. E aí usar essas informações para escolhas do que comer.

PS1 : acho curioso as pessoas terem nojo de papelão mas não de sangue, músculo, tecido.
PS 2: acho curioso o escândalo de acharem que tem substância carcinogênica adicionada a embutidos quando embutidos , por si só, já foram listados oficialmente por autoridades médicas mundiais como carcinógenos. Ou seja, não precisa juntar nada não, gente. Já é carcinogênico.

Edição 1: link do relatório: http://politica.estadao.com.br/…/DECIS%C3%83O-PARTE-1.pdf.c…

Edição2 : como algumas pessoas questionaram a classificação de embutidos como carcinogênicos, compartilho o link: A inclusão foi resultado de estudos pela Associação Internacional de Pesquisa em Câncer – IARC- em 2015.
https://www.iarc.fr/en/media-centre/pr/2015/pdfs/pr240_E.pdf

Edição 3: Pra quem se interessa no tratamento dos animais pela pecuária nacional :
http://reporterbrasil.org.br/…/choques-socos-e-pauladas-a-…/

Pra quem se interessa pelo tratamento dos humanos pela pecuária nacional: https://www.youtube.com/watch?v=imKw_sbfaf0

Carta Campinas



Gostou do Blog? Divulgue. Curta. Compartilhe. Colabore. Aproveite os preços baixos dos livros. AQUI Últimos livros Anunciados e AQUI Tabela de Preços Promocionais
Axact

Ronaldo

Blogueiro e livreiro, reproduzo as notícias que considero interessante para os amigos e disponíbilizo meu acervo de livros para possíveis clientes. Boa leitura e boas compras.

Poste aqui o seu comentário:

0 comments:

-Os comentários reproduzidos não refletem necessariamente a linha editorial do blog
-São impublicáveis acusações de carácter criminal, insultos, linguagem grosseira ou difamatória, violações da vida privada, incitações ao ódio ou à violência, ou que preconizem violações dos direitos humanos;
-São intoleráveis comentários racistas, xenófobos, sexistas, obscenos, homofóbicos, assim como comentários de tom extremista, violento ou de qualquer forma ofensivo em questões de etnia, nacionalidade, identidade, religião, filiação política ou partidária, clube, idade, género, preferências sexuais, incapacidade ou doença;
-É inaceitável conteúdo comercial, publicitário (Compre Bicicletas ZZZ), partidário ou propagandístico (Vota Partido XXX!);
-Os comentários não podem incluir moradas, endereços de e-mail ou números de telefone;
-Não são permitidos comentários repetidos, quer estes sejam escritos no mesmo artigo ou em artigos diferentes;
-Os comentários devem visar o tema do artigo em que são submetidos. Os comentários “fora de tópico” não serão publicados;