Luiz Fernando Furlan participou de 15 missões ao exterior com o ex-presidente e afirmou não testemunhado nenhuma conduta ilegal



Foto: Agência Brasil

O empresário Luiz Fernando Furlan, ex-ministro do Desenvolvimento de Lula entre 2003 e 2007 e atualmente presidente do grupo Lide, de propriedade de João Dória, depôs hoje (10) por videoconferência ao juiz Sérgio Moro em Curitiba. Furlan é testemunha de defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva no processo que acusa Lula de ter recebido um apartamento no Guarujá como uma suposta propina.

Luiz Fernando Furlan ocupava um cargo que o colocava em constante contato com empresas nacionais e internacionais. Em seu depoimento, afirmou ter participado de 126 missões ao exterior. Cerca de 15 delas tiveram a presença do então presidente Lula. Os objetivos dessas viagens eram a retomada de desenvolvimento econômico e a ampliação da participação de empresas brasileiras no exterior. Furlan disse jamais ter identificado qualquer conduta indevida do presidente Lula em sua relação com os empresários. Disse ainda que a atuação que testemunhou de Lula foi favorável ao Brasil.



Lula



Gostou do Blog? Divulgue. Curta. Compartilhe. Colabore. Aproveite os preços baixos dos livros. AQUI Últimos livros Anunciados e AQUI Tabela de Preços Promocionais
Axact

Ronaldo

Blogueiro e livreiro, reproduzo as notícias que considero interessante para os amigos e disponíbilizo meu acervo de livros para possíveis clientes. Boa leitura e boas compras.

Poste aqui o seu comentário:

0 comments:

-Os comentários reproduzidos não refletem necessariamente a linha editorial do blog
-São impublicáveis acusações de carácter criminal, insultos, linguagem grosseira ou difamatória, violações da vida privada, incitações ao ódio ou à violência, ou que preconizem violações dos direitos humanos;
-São intoleráveis comentários racistas, xenófobos, sexistas, obscenos, homofóbicos, assim como comentários de tom extremista, violento ou de qualquer forma ofensivo em questões de etnia, nacionalidade, identidade, religião, filiação política ou partidária, clube, idade, género, preferências sexuais, incapacidade ou doença;
-É inaceitável conteúdo comercial, publicitário (Compre Bicicletas ZZZ), partidário ou propagandístico (Vota Partido XXX!);
-Os comentários não podem incluir moradas, endereços de e-mail ou números de telefone;
-Não são permitidos comentários repetidos, quer estes sejam escritos no mesmo artigo ou em artigos diferentes;
-Os comentários devem visar o tema do artigo em que são submetidos. Os comentários “fora de tópico” não serão publicados;