Depoimento foi dado na ação em que o PSDB pede a cassação da chapa de Dilma Rousseff e Michel Temer


HuffPost Brasil


UESLEI MARCELINO / REUTERS // Senador Aécio Neves (PSDB-MG)


O ex-presidente da Odebrecht Infraestrutura Benedito Júnior, disse em depoimento ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) nesta quinta-feira (2) que a empreiteira doou R$ 9 milhões em caixa dois para campanhas eleitorais do PSDB e do PP.


O pedido teria sido feito pelo presidente do partido, senador Aécio Neves, candidato à Presidência da República em 2014.

Segundo o empresário, a Odebrecht repassou R$ 6 milhões para as campanhas de Pimenta da Veiga, candidato tucano derrotado ao governo de Minas, Antonio Anastasia, eleito senador, e Dimas Fabiano Toledo Júnior, deputado federal aquele ano pelo PP mineiro.


Outros R$ 3 milhões foram repassados para o publicitário Paulo Vasconcelos, responsável pela campanha presidencial de Aécio Neves, de acordo com Benedito Júnior.

O depoimento foi dado no processo que investiga abuso de poder econômico e político na chapa de Dilma Rousseff e Michel Temer, eleita naquele ano. O processo foi movido pelo PSDB, derrotado na disputa.


Detalhes sobre as supostas doações ilegais para Aécio não foram revelados porque o empreiteiro foi interrompido pelo ministro Herman Benjamin, relator do processo, por não considerar pertinente ao caso.


Benedito não disse se encontrou ou se tratou pessoalmente com o tucano sobre as doações. Ele também não informou se os pagamentos foram realizados em dinheiro.

De acordo com a assessoria de imprensa de Aécio, ele jamais pediu que a ajuda fosse feita por meio de caixa dois. O advogado do senador, Flávio Henrique Pereira, afirma que "em momento algum o depoente afirmou que o senador pediu contribuição por meio de caixa dois, mesmo porque isso nunca ocorreu".

A assessoria de Anastasia declarou que ele "nunca tratou, no curso de sua trajetória pessoal ou política, com qualquer pessoa ou empresa sobre qualquer assunto ilícito". Dimas Fabiano afirmou não conhecer o delator e negou ter recebido doações da Odebrecht.

HuffPost Brasil
Axact

Ronaldo

Blogueiro e livreiro, reproduzo as notícias que considero interessante para os amigos e disponíbilizo meu acervo de livros para possíveis clientes. Boa leitura e boas compras.

Poste aqui o seu comentário:

0 comments:

-Os comentários reproduzidos não refletem necessariamente a linha editorial do blog
-São impublicáveis acusações de carácter criminal, insultos, linguagem grosseira ou difamatória, violações da vida privada, incitações ao ódio ou à violência, ou que preconizem violações dos direitos humanos;
-São intoleráveis comentários racistas, xenófobos, sexistas, obscenos, homofóbicos, assim como comentários de tom extremista, violento ou de qualquer forma ofensivo em questões de etnia, nacionalidade, identidade, religião, filiação política ou partidária, clube, idade, género, preferências sexuais, incapacidade ou doença;
-É inaceitável conteúdo comercial, publicitário (Compre Bicicletas ZZZ), partidário ou propagandístico (Vota Partido XXX!);
-Os comentários não podem incluir moradas, endereços de e-mail ou números de telefone;
-Não são permitidos comentários repetidos, quer estes sejam escritos no mesmo artigo ou em artigos diferentes;
-Os comentários devem visar o tema do artigo em que são submetidos. Os comentários “fora de tópico” não serão publicados;