Alemanha vai patrocinar o cultivo da cannabis para fins medicinais. Plantio será supervisionado por órgão estatal, criado para ajudar na implementação da lei que permite uso da erva para fins terapêuticos.


O governo alemão vai passar a patrocinar o cultivo da cannabis para fins medicinais, anunciou nesta sexta-feira (03/03) o Ministério da Saúde do país. O plantio será supervisionado pela recém-criada Agência Estatal da Cannabis, afiliada ao Instituto Alemão para Medicamentos e Produtos Sanitários (BfArM, na sigla em alemão). A primeira colheita é esperada para 2019, segundo o presidente do BfArM, Karl Broich.

A criação da Agência da Cannabis ocorre após a entrada em vigor, neste mês, de uma nova lei,aprovada em janeiro após anos de debates. A legislação permite o uso de maconha para fins terapêuticos para os doentes crônicos e graves como, por exemplo, aqueles que sofrem dor ou náuseas resultantes de terapias contra o câncer.

A lei permite o uso da cannabis para pacientes que não podem ser ajudados por outras terapias ou medicamentos. Os custos do tratamento serão cobertos pelos seguros de saúde. Até agora, os seguros de saúde só pagavam casos isolados. Pacientes tinham que arcar com grande parte dos custos.

"Não se trata de prescrever maconha para se fumar", explica a secretária de Estado da Saúde da Alemanha, Lutz Stroppe, que também observa que se estuda oferecer a droga para pacientes em forma de óleo ou gotas para serem inaladas ou ingeridas.

A Agência Estatal da Cannabis deve abrir uma licitação em escala europeia para conceder licenças para o cultivo da droga na Alemanha. Enquanto a produção não começa, o Estado continuará importando o produto da Holanda e do Canadá, informou o BfArM. A Alemanha importou em 2014 um total de 48 quilos de cannabis para fim medicinal. A quantidade aumentou para 94 quilos em 2015.

Antes de a nova lei entrar em vigor, apenas 1.020 pacientes tinham na Alemanha permissão especial para comprar cannabis para fins terapêuticos, dois foram oficialmente autorizados a cultivarem a maconha. O custo médio mensal de uma terapia de cannabis é avaliado em 540 euros, em casos especiais pode ser de até 1.800 euros por paciente. A cannabis é utilizada, entre outros, para o tratamento de dores crônicas, dores neuropáticas e de glaucoma (na redução da pressão intraocular).

DW.COM
Axact

Ronaldo

Blogueiro e livreiro, reproduzo as notícias que considero interessante para os amigos e disponíbilizo meu acervo de livros para possíveis clientes. Boa leitura e boas compras.

Poste aqui o seu comentário:

0 comments:

-Os comentários reproduzidos não refletem necessariamente a linha editorial do blog
-São impublicáveis acusações de carácter criminal, insultos, linguagem grosseira ou difamatória, violações da vida privada, incitações ao ódio ou à violência, ou que preconizem violações dos direitos humanos;
-São intoleráveis comentários racistas, xenófobos, sexistas, obscenos, homofóbicos, assim como comentários de tom extremista, violento ou de qualquer forma ofensivo em questões de etnia, nacionalidade, identidade, religião, filiação política ou partidária, clube, idade, género, preferências sexuais, incapacidade ou doença;
-É inaceitável conteúdo comercial, publicitário (Compre Bicicletas ZZZ), partidário ou propagandístico (Vota Partido XXX!);
-Os comentários não podem incluir moradas, endereços de e-mail ou números de telefone;
-Não são permitidos comentários repetidos, quer estes sejam escritos no mesmo artigo ou em artigos diferentes;
-Os comentários devem visar o tema do artigo em que são submetidos. Os comentários “fora de tópico” não serão publicados;