Em 2017 o mundo recordará os 100 anos da Revolução Russa, que iniciou um processo de transformações estruturais do estado burguês, na busca pela igualdade e justiça social



Da Página do MST

Em 2017 o mundo recordará os 100 anos da Revolução Russa, que iniciou um processo de transformações estruturais do estado burguês, na busca pela igualdade e justiça social.

A historiografia moderna pouco fala sobre a participação ativa das mulheres na construção do socialismo soviético, e menos ainda sobre as grandes conquistas obtidas por elas, ainda nos primeiros anos da Revolução, sob o ponto de vista da igualdade de gênero.

Foi organizado e comandado por mulheres o levantamento de operárias têxteis da cidade de Petrogrado, no dia 23 de fevereiro de 1917 (na época, Dia da Mulher no calendário russo). A manifestação ajudou a aprofundar a luta de operários e camponeses contra o governo czarista, e outras greves e manifestações foram realizadas pelo país, dando inicio ao processo revolucionário mais importante da história.

Mais tarde, escreveria a grande revolucionária comunista Alexandra Kollontai: “o dia Internacional das Mulheres de 1917 tornou-se memorável na história. Nesse dia, as mulheres russas ergueram a tocha da revolução proletária e incendiaram todo o mundo. A revolução de fevereiro se iniciou a partir desse dia”.

Além do papel fundamental na organização da classe trabalhadora em função da tomada do poder, as mulheres protagonizaram enormes conquistas do ponto de vista da igualdade de gênero, durante os primeiros anos da Revolução. Embora seja importante reconhecer as diferenças históricas, sociais e culturais entre o início do século XX e o momento atual, vitórias hoje tão almejadas, já eram uma realidade para as mulheres soviéticas.

Condições de igualdade jurídica e na inserção ao mercado de trabalho, ou seja, com salários iguais e jornadas equivalentes, socialização do trabalho doméstico através de, por exemplo, a criação de comedores e lavanderias comunitárias, liberação sexual, emancipação econômica e tantos outros avanços da Rússia socialista, hoje seguem como bandeiras de luta dos movimentos de mulheres ao redor do mundo.

Nesse 8 de Março, o exemplo da coragem e força das revolucionárias russas inspira as mulheres do mundo inteiro a serem as protagonistas uma vez mais da necessária Revolução social, que acabe definitivamente com toda forma de opressão.


Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra



Gostou do Blog? Divulgue. Curta. Compartilhe. Colabore. Aproveite os preços baixos dos livros. AQUI Últimos livros Anunciados e AQUI Tabela de Preços Promocionais
Axact

Ronaldo

Blogueiro e livreiro, reproduzo as notícias que considero interessante para os amigos e disponíbilizo meu acervo de livros para possíveis clientes. Boa leitura e boas compras.

Poste aqui o seu comentário: