O Globo




Manchete : Deputados correm para reduzir punição a partidos


TSE prepara sorteio de relatores de processos contra PT, PMDB e PP

Projeto que deve ser votado hoje impede Justiça Eleitoral de cassar legendas por desvios como os de escândalo de corrupção

Em um acordo do comando da Câmara com os líderes partidários, os deputados aprovaram ontem urgência para votar projeto que reduz punições e impede o Tribunal Superior Eleitoral de cassar o registro de partidos por irregularidades em suas contas. O projeto já foi incluído na pauta de hoje do plenário. A Lava-Jato revelou que as estruturas de muitas legendas foram usadas em atos de corrupção. O TSE informou que sorteará os relatores de três processos contra PT, PMDB e PP por desvios apurados na Lava-Jato. (Pág. 9)


‘Chantagem’ de PMs aterroriza Vitória


Já foram mortas 76 pessoas, e povo faz protestos para pedir segurança

O clima de tensão em Vitória se agravou ontem, mesmo com a chegada das tropas federais. O secretário de Segurança, André Garcia, chamou de chantagem e teatro a paralisação de PMs, que já dura cinco dias. O número de mortos desde sábado chegou a 76. Saques e arrastões continuaram durante todo o dia na Região Metropolitana da capital do Espírito Santo. Escolas, postos de saúde e lojas ficaram fechados. Revoltada, a população protestou pela volta dos policiais ao trabalho. (Pág. 3)

MÍRIAM LEITÃO - Crise encontrou o Ministério da Justiça acéfalo e o governador operado. (Pág. 20)


Cunha diz a Moro ter aneurisma


Em depoimento ao juiz Sérgio Moro, Eduardo Cunha disse sofrer “do mesmo mal que acometeu dona Marisa Letícia, um aneurisma cerebral”. E se queixou do atendimento médico na cadeia. Advogados do ex-deputado, preso pela Lava-Jato, disseram que desconheciam a doença. (Pág. 8)


Socorro ao Rio sofre resistência


O ministro Luiz Fux, do STF, convocou audiência de conciliação sobre a ajuda da União ao Estado do Rio. Caixa, BB e AGU são contra antecipar o acordo fiscal antes de o Congresso votar (Pág. 10)


Imóvel na planta - Regras para cancelar compra


Com o aumento no número de consumidores que desistem de imóveis comprados na planta, o governo vai criar uma regra para esses distratos. A multa deve ser de até 25% do valor do imóvel, limitada a 80% do que tiver sido pago. (Pág. 19)


O sufoco de Trump no Senado


Por muito pouco, o presidente dos EUA, Donald Trump, escapou de derrota no Senado: deu empate na votação sobre a indicação de Betsy DeVos para a Secretaria de Educação, e o vice-presidente Mike Pence teve de ser chamado para dar o voto de Minerva. Em situação inédita, duas senadoras republicanas votaram contra a indicação de Trump. (Pág. 25)


Colunas


ELIO GASPARI

André Lara apanha por tocar no tabu dos juros. (Pág. 16)

ANCELMO GOIS

Mais brasileiros estão otimistas com a economia. (Pág. 12)

ZUENIR VENTURA

Por que ex-companheiros FH e Lula se afastaram? (Pág. 17)


------------------------------------------------------------------------------------

O Estado de S. Paulo





Manchete : População do ES pede volta da PM após saques e 75 mortes


Moradores entram em confronto com parentes de policiais; movimento pode chegar ao Rio de Janeiro

O reforço da Força Nacional de Segurança e de tropas militares não estancou a violência no Espírito Santo. O número de mortes subiu de 64 para 75 no quarto dia de greve da Polícia Militar capixaba. O clima de tensão e insegurança dividiu a população: moradores revoltados com a paralisação e parentes de PMs entraram em confronto na frente do Quartel Central, em Vitória. A Federação do Comércio do Espírito Santo calculou em pelo menos R$ 110 milhões os prejuízos causados pela onda de violência – R$ 20 milhões em saques (270 lojas foram roubadas) e R$ 90 milhões em vendas perdidas. Para o secretário de Segurança, André Garcia, o movimento é “chantagem”. Famílias de policiais do Rio de Janeiro pretendem iniciar ação semelhante na sexta-feira. Tropas do Exército já se mobilizam para assumir a segurança na capital fluminense caso a greve seja deflagrada. (Metrópole A11 e A12)

Medo nas ruas

No quarto dia de greve, ônibus tiveram circulação parcial, empresas liberaram funcionários e poucos se arriscaram a sair de casa. Só parte do comércio abriu e turistas estão deixando as cidades capixabas mais cedo. (A12)


Câmara tenta tirar do TSE poder de punição a partidos


Na primeira sessão deliberativa do ano, a Câmara aprovou urgência para a apreciação de projeto de lei que proíbe o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) de punir partidos que tiverem as contas rejeitadas ou não apresentarem prestações de contas anuais. O presidente da Casa, Rodrigo Maia (DEM-RJ), sinalizou que o mérito da proposta pode ser votado hoje. A pressa se explica porque uma resolução do TSE prevendo esse tipo de punição passará a valer a partir do próximo mês. (Política A8)


Cunha diz a Moro que Temer discutiu indicações à Petrobrás


Em seu primeiro depoimento ao juiz Sérgio Moro, Eduardo Cunha disse que o presidente Michel Temer participou, em 2007, de reunião com a bancada do PMDB para discutir indicações do partido para diretorias da Petrobrás. (A6)


Mariz é o mais cotado para assumir pasta da Justiça


O presidente Michel Temer iniciou, reservadamente, as consultas para definir o substituto do ministro da Justiça, Alexandre de Moraes, indicado por ele para uma vaga no STF. O nome mais cotado é o do advogado criminalista Antônio Cláudio Mariz de Oliveira. As bancadas do PMDB na Câmara e no Senado avisaram Temer que não aceitarão um nome do PSDB. Moraes era filiado ao partido. (Política A8)


Projeto reduz em 65% florestas demarcadas


O governo prepara projeto de lei que reduz em 65% as áreas das unidades de conservação demarcadas por decretos da ex-presidente Dilma Rousseff. Essas áreas se localizam numa das regiões mais sensíveis da Amazônia. (Metrópole A13)


Ajuda financeira ao Rio não deve ser imediata


Procuradoria-Geral da República, Advocacia-Geral da União, Banco do Brasil e Caixa se manifestaram contra pedido de liminar do Rio no STF. Liberação de dinheiro deve demorar mais do que o governo fluminense estimava. (Economia B1)


Monica de Bolle


Os EUA estão perto de tornar-se uma verdadeira potência emergente. Já fomos uma delas (Economia B2)


Notas&Informações


Uma indicação compreensível - Justifica-se a escolha de Moraes por seu currículo acadêmico e seu trânsito na área política (A3)

‘Social’ à moda do PT - Defeitos em imóveis do Minha Casa Minha Vida são bem a cara do populismo petista (A3)


------------------------------------------------------------------------------------

Folha de S. Paulo





Manchete : João Doria decide privatizar gestão do Bilhete Único


Prefeitura tem lista de ao menos 52 itens que podem ser repassados a empresas a fim de sanear o caixa municipal

O prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), vai repassar à iniciativa privada a gestão do Bilhete Único, forma de pagamento de 94% das viagens nos ônibus da cidade, informam Rogério Gentile e Rodrigo Russo. Com a terceirização do cartão, a prefeitura avalia que economizará R$ 456 milhões por ano no gerenciamento financeiro do serviço. A base de clientes do sistema gira em tomo de 5,6 milhões de passageiros e chega a movimentar em alguns dias mais de R$ 40 milhões. O modelo de remuneração de quem passar a gerir o bilhete ainda não está claro. A medida faz parte de amplo programa de privatização desenhado com o objetivo de dar fôlego financeiro à administração municipal. A lista inicial contêm 52 itens considerados privatizáveis, entre eles o autódrómo de Interlagos, o estádio do Pacaembu e o Anhembi. A arrecadação de impostos na cidade de São Paulo caiu cerca de 7% em 2016. Já os subsídios à tarifa de ônibus, que eram de R$ 500 milhões em 2011, chegaram a R$ 2,9 bilhões no ano passado. A prefeitura espera que a privatização do cartão reduza em 15,7% os subsídios às empresas. (Cotidiano B1)


Capixabas fazem pressão por volta de PMs às ruas


Moradores da Grande Vitória intensificaram nesta terça (7) o movimento para exigir que os policiais militares voltem às ruas, relatam Carolinha Linhares e Leonardo Heitor. Com a greve iniciada há cinco dias, o Espírito Santo vive onda de violência que já resultou em 75 mortes, segundo o Sindicato dos Policiais Civis, além de saques. Pessoas contrárias à paralisação atearam fogo em pneus e bloquearam uma avenida de Vitória. O Exército interveio com uso de gás lacrimogêneo. Apesar da presença dos militares e de 80 agentes da Força Nacional, segundo o governo, a tensão continuava à noite —uma caçamba foi incendiada em frente ao Comando-Geral. (Cotidiano B4)


Regras de sigilo dos pacientes são reforçadas após vazamentos (Saúde B5)





Decisões de Moro conflitam com STF, diz Gilmar Mendes


Na véspera do julgamento de pedido de liberdade feito por Eduardo Cunha (PMDB), o ministro Gilmar Mendes, do STF, defendeu que a corte se posicione sobre questionáveis detenções prolongadas em Curitiba. Em depoimento ao juiz Sérgio Moro, responsável pela Lava Jato no Paraná, Cunha pediu sua soltura, alegando ter um aneurisma e a vida em risco na prisão. (Poder A4 e A6)


Sob investigação, construtora da Odebrecht perde metade da receita (Mercado A13)





Foto-legenda : Vizinhos


No DF, Maurício Macri, presidente da Argentina, defendeu aproximar o Mercosul do México; Temer colocará na pasta da Justiça um indicado do seu partido (Mundo A12 e Poder A8)


Bernardo Mello Franco


Com poderosos na Lava Jato, Supremo vive encruzilhadas

Nos próximos meses, o Supremo Tribunal Federal vai se deparar com ao menos duas encruzilhadas: o que fazei' com réus condenados em segunda instância e com os políticos e empreiteiros presos em Curitiba. A Lava Jato será mesmo diferente ou repetirá o enredo da Castelo de Areia, fulminada nos tiibu-nais superiores? (Opinião A2)


Editoriais


Leia “Na berlinda”, acerca de indicação de Alexandre de Moraes para o STF, e “Caos capixaba”, sobre onda de crime e violência no Espírito Santo. (Opinião A2)


------------------------------------------------------------------------------------

Mídia
Axact

Ronaldo

Blogueiro e livreiro, reproduzo as notícias que considero interessante para os amigos e disponíbilizo meu acervo de livros para possíveis clientes. Boa leitura e boas compras.

Poste aqui o seu comentário:

0 comments:

-Os comentários reproduzidos não refletem necessariamente a linha editorial do blog
-São impublicáveis acusações de carácter criminal, insultos, linguagem grosseira ou difamatória, violações da vida privada, incitações ao ódio ou à violência, ou que preconizem violações dos direitos humanos;
-São intoleráveis comentários racistas, xenófobos, sexistas, obscenos, homofóbicos, assim como comentários de tom extremista, violento ou de qualquer forma ofensivo em questões de etnia, nacionalidade, identidade, religião, filiação política ou partidária, clube, idade, género, preferências sexuais, incapacidade ou doença;
-É inaceitável conteúdo comercial, publicitário (Compre Bicicletas ZZZ), partidário ou propagandístico (Vota Partido XXX!);
-Os comentários não podem incluir moradas, endereços de e-mail ou números de telefone;
-Não são permitidos comentários repetidos, quer estes sejam escritos no mesmo artigo ou em artigos diferentes;
-Os comentários devem visar o tema do artigo em que são submetidos. Os comentários “fora de tópico” não serão publicados;