O Globo

Manchete : Sorteado relator, Fachin já trabalha na Lava-Jato
Ministro se reúne com juízes do caso e promete acelerar decisões

Janot e equipe preparam pedidos de abertura de inquéritos contra políticos

Depois de se candidatar a integrar a 2ª turma, que conduz a Lava-Jato no STF, o ministro Edson Fachin foi transferido e acabou sorteado para ser o relator do caso, em substituição ao colega Teori Zavascki. Ele prometeu conduzir as investigações com rapidez. O Ministério Público também faz esforço concentrado para dar celeridade às delações de executivos da Odebrecht, que atingem autoridades de Brasília e de diversos estados. O procurador- geral, Rodrigo Janot, pedirá abertura de inquérito contra políticos que têm foro no STF, mas não tem prazo definido. Ontem mesmo Fachin iniciou a transição de comando na Lava-Jato, com a ajuda de juízes que atuavam no gabinete de Teori. (Págs. 3 e 4)

PERFIL ENCAIXOU - O poder do algoritmo

O ministro Fachin acabou relator por sorteio de computador com base num algoritmo que leva em conta o número de processos a cargo de cada juiz, entre outros dados. Fachin foi o que se encaixou no perfil. (Pág. 4)

MERVAL PEREIRA

Novo relator quer saber se fim de sigilo prejudica Lava-Jato. (Pág. 4)

MÍRIAM LEITÃO

Fachin é a chance de um julgamento técnico. (Pág. 20)

JOAQUIM FALCÃO

O momento exige um ministro previsível, coerente. (Pág. 3)

DANIEL CHADA E IVAR HARTMANN

Falta de transparência no sorteio, problema desnecessário. (Pág. 4)
Marqueteiro de Lula e Dilma é condenado
João Santana, marqueteiro dos ex-presidentes Lula e Dilma, e a mulher dele, Mônica Moura, foram condenados a 8 anos e 4 meses de prisão por lavagem de dinheiro no esquema de corrupção da Petrobras. (Pág. 8)
Operador de Cabral é preso no Rio
Apontado pela PF como um dos principais operadores do esquema do ex-governador Sérgio Cabral, o fiscal Ary da Costa Filho foi preso. (Pág. 8)
Temer dá a Moreira status de ministro
Depois da eleição de Rodrigo Maia (DEM-RJ) na Câmara, o presidente Temer anunciou que Moreira Franco terá status de ministro na Secretaria Geral. Citado na Lava-Jato, o peemedebista ganha foro privilegiado. Também virou ministro o tucano Antônio Imbassahy, na Secretaria de Governo. E foi recriada a pasta de Direitos Humanos para Luislinda Valois. (Pág. 5)
Família doa órgãos de dona Marisa
Companheira do ex-presidente Lula por 43 anos e parceira da trajetória política do ex-sindicalista, dona Marisa Letícia, de 66 anos, tem quadro de saúde irreversível após AVC. A família autorizou a doação de órgãos. O ex-presidente FH se solidarizou com Lula no hospital. (Págs. 9 e 10)

JORGE BASTOS MORENO

A história da babá que se casou com o líder operário e virou primeira-dama (Pág. 10)

MARA BERGAMASCHI

Drama deve influenciar passos de Lula (Pág. 10)
Eleito, Rodrigo Maia facilita reformas
Eleito ontem por 293 votos, Rodrigo Maia continuará presidindo a Câmara dos Deputados e ajudará o governo, na avaliação do Planalto, a aprovar as reformas e medidas de ajuste fiscal. (Pág. 6)
Habitação terá incentivos
O pacote de medidas que o governo prepara para incentivar o PIB terá foco na habitação, com regras para facilitar a retomada de imóveis financiados em caso de inadimplência e ampliação do Minha Casa Minha Vida. (Pág. 19)
Seguro de veículos pode subir 20%
Com a explosão do número de roubos de carros no Rio, o preço do seguro pode subir até 20%, revela ELENILCE BOTTARI. Em 2016, a cada 13 minutos, um veículo foi levado por bandidos. Para especialistas, crise agravou violência. (Pág. 11)
------------------------------------------------------------------------------------
O Estado de S. Paulo

Manchete : Citado em delação, Moreira Franco vira ministro e ganha foro especial
Peemedebista consta de planilha da Odebrecht como arrecadador do partido e negociador em obras relacionadas a aeroportos

O presidente Michel Temer fez uma minirreforma ministerial e concedeu status de ministro a Moreira Franco, atual secretário de Parcerias de Investimentos (PPI), citado na Operação Lava Jato. Foram recriados dois ministérios – Direitos Humanos e Secretaria- Geral da Presidência –, passando de 26 para 28 pastas. A da Justiça foi reestruturada. O líder do PSDB na Câmara, Antônio Imbassahy (BA), foi nomeado ministro na Secretaria de Governo. Ao virar ministro, Moreira Franco ganha foro privilegiado, ou seja, se responder a processo, passa a ser julgado pelo STF. Em delação à força-tarefa da Lava Jato, o ex-executivo da Odebrecht Cláudio Melo Filho disse que tratou de negócio da empreiteira na área de aeroportos com Moreira Franco, ministro da Aviação Civil no governo Dilma Rousseff. O peemedebista é citado nas planilhas como “Angorá” e tratado como arrecadador do PMDB. Ele nega irregularidades. (Política A7)
Fachin é novo relator da Lava Jato e fala em celeridade e transparência
Luiz Edson Fachin foi sorteado relator da Lava Jato no STF. Em nota, o ministro se comprometeu a agir com celeridade, transparência, prudência e responsabilidade. O avanço da Lava Jato depende agora do trabalho do procurador-geral da República, Rodrigo Janot. (A4)
Foto-legenda : Solidariedade
A ex-primeira-dama Marisa Letícia teve morte cerebral. O ex-presidente Lula recebeu visita de FHC (foto) e de Michel Temer. (A9)
‘É preciso eficiência para evitar dívidas’, diz Trabuco
Os bancos terão de ter participação ativa no ajuste das empresas e consumidores para a economia voltar a crescer. A avaliação é do presidente do Bradesco, Luiz Carlos Trabuco Cappi. “Saída da crise será gradual e ritmada”, disse. Para ele, “é preciso eficiência para evitar as dívidas problemáticas”. (Economia B1 e B4)
Em crise, Correios vão fechar agências (Economia B6)

Celso Ming
Desta vez é mais do que torcida. Há sinais de que as coisas na economia começam a melhorar. (Economia B2)
Notas&Informações
Promessas de mais ação - O conserto das contas públicas será complicado se a reativação dos negócios for retardada (A3)

Oposição zonza (A3)
------------------------------------------------------------------------------------
Folha de S. Paulo

Manchete : Fachin assume relatoria da Lava Jato e promete celeridade
Escolhido por sorteio, ministro do STF já iniciou transição de processos com gabinete de Teori Zavascki

O ministro Edson Fachin foi escolhido, por sorteio, como novo relator da Lava Jato no STF (Supremo Tribunal Federal) e prometeu “celeridade” em sua condução. Ele deve dar prioridade a pedidos urgentes relacionados a réus presos, como uma reclamação, em segredo de Justiça, feita pela defesa do ex-deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ). Também devem ser colocadas em primeiro lugar pelo ministro petições, também urgentes, da Procuradoria-Geral da República. A expectativa ê que, em breve, a procuradoria faça uma série de pedidos decorrentes das delações de 77 executivos da Odebrecht — homologadas pela presidente do STF, Cármen Lúcia. Caberá a Fachin autorizá-los. O ministro, que assume a função de Teori Zavaski, morto no último dia 19, herda cerca de 40 inquéritos da Lava Jato e ao menos dez denúncias oferecidas pela procuradoria e ainda não analisadas. Indicado para o STF em 2015, ele ê considerado rápido nas decisões. (Poder A4 )

Em sua primeira sentença do ano, Moro condena marqueteiro de Dilma e Lula a oito anos de prisão. (A7)
Temer dá foro privilegiado a Moreira, alvo de investigação
Em minirreforma ministerial, o presidente Michel Temer decidiu conceder status de ministro a Moreira Franco (PMDB-RJ) nesta quinta (2). Hoje secretário-executivo do PPI (Programa de Parcerias em Investimentos), ele vai comandar a Secretaria-Geral da Presidência da República, criada na condição de ministério — as mudanças elevam para 28 o número de pastas. A decisão dá a Moreira foro privilegiado no STF. Citado ao menos 34 vezes na delação premiada da Odebrecht, ele nega irregularidades. (Poder A6)
Vitória de Maia dá força ao Planalto para as reformas
Rodrigo Maia (DEM-RJ), aliado de Michel Temer no Congresso, foi reeleito para a presidência da Câmara. A vitória ajuda a consolidar a base de apoio do governo e abre caminho para a aprovação das reformas propostas pelo Planalto, como a da Previdência. O deputado teve 293 votos, contra 206 de seus adversários somados. (Poder A8)
Foto-legenda : Conforto
FHC se encontra com o também ex-presidente Lula no hospital Sírio-Libanês, em SP; a mulher de Lula, Marisa Letícia, não tem mais fluxo cerebral e sua condição é considerada ‘irreversível’ pelo médico da família (Poder A9)
Valor do imóvel para compra com FGTS pode subir
O governo estuda incluir nas medidas de estímulo que anunciará para o setor da construção o aumento do valor máximo do imóvel que pode ser financiado com recursos do FGTS. Hoje, ele ê de R$ 950 mil (em SP, MG, RJ e DF). Poderá passar para atê R$ 1,5 milhão. (Mercado A15)
Sob Alckmin,cai o desempenho em matemática
Avaliação oficial do governo Geraldo Alckmin aponta queda no desempenho em matemática dos estudantes da rede estadual de São Paulo. Em português, houve melhora parcial. Ambos os indicadores, no entanto, estão abaixo dos níveis considerados adequados. (Cotidiano B1)
Gestão Doria congela 43,5% do orçamento para a Cultura (Ilustrada C1)

Vinícius Torres Freire
Temer arruma a casa para encarar as frentes frias

No recesso político do verão, Temer foi uma formiga operosa, que agiu para proteger seu trono das frentes frias que virão. Ele venceu no Congresso e fez acordos na política e as pazes com o STF. Não foi pouco. (Mercado A18)
Editoriais
Leia “O sorriso de Têmis”, acerca de escolha de novo relator da Lava Jato no STF, e “A ressaca dos campeões”, sobre queda de operações do BNDES. (Opinião A2)
------------------------------------------------------------------------------------

Axact

Ronaldo

Blogueiro e livreiro, reproduzo as notícias que considero interessante para os amigos e disponíbilizo meu acervo de livros para possíveis cliente. Boa leitura e boas compras.

Poste aqui o seu comentário:

0 comments:

-Os comentários reproduzidos não refletem necessariamente a linha editorial do blog
-São impublicáveis acusações de carácter criminal, insultos, linguagem grosseira ou difamatória, violações da vida privada, incitações ao ódio ou à violência, ou que preconizem violações dos direitos humanos;
-São intoleráveis comentários racistas, xenófobos, sexistas, obscenos, homofóbicos, assim como comentários de tom extremista, violento ou de qualquer forma ofensivo em questões de etnia, nacionalidade, identidade, religião, filiação política ou partidária, clube, idade, género, preferências sexuais, incapacidade ou doença;
-É inaceitável conteúdo comercial, publicitário (Compre Bicicletas ZZZ), partidário ou propagandístico (Vota Partido XXX!);
-Os comentários não podem incluir moradas, endereços de e-mail ou números de telefone;
-Não são permitidos comentários repetidos, quer estes sejam escritos no mesmo artigo ou em artigos diferentes;
-Os comentários devem visar o tema do artigo em que são submetidos. Os comentários “fora de tópico” não serão publicados;

Gostou do Blog? Divulgue. Curta. Compartilhe. Colabore. Aproveite os preços baixos dos livros. AQUI Últimos livros Anunciados e AQUI Tabela de Preços Promocionais