Para o presidente, legenda deve se aliar a PDT, PC do B, Rede e PSol em disputa pela presidência da Câmara

por Redação RBA

PAULO PINTO/AGÊNCIA PT // Presidente do PT quer legenda unida à oposição no enfrentamento aos projetos de Temer que reduzem direitos


São Paulo – Em seu artigo semanal, que nesta semana foi publicado hoje (29), o presidente nacional do PT expõe sua opinião pessoal sobre as eleições das Mesas da Câmara dos Deputados.

Segundo ele, o 6º Congresso abriu as comportas para o debate de ideias, para a livre expressão das bases, para o florescimento de novas propostas, para o livre curso da luta política, a qual, quando fraterna e leal, vivifica e nos fortalece para militar, na melhor tradição destes 37 anos.

E que o clima de Congresso estende-se com maior intensidade e amplitude nas incontáveis manifestações de militantes a respeito da tática que nossas bancadas devem seguir na eleição das Mesas da Câmara dos e do Senado.

Essas manifestações, segundo Falcão, percorreram as redes na Internet – uma comunicação livre que é “a prática mais subversiva de todas” e que empodera seus mensageiros –, mobilizaram presidentes de diretórios, parlamentares e tendências organizadas.

"Enfim, uma mobilização cujo objetivo é questionar a resolução do Diretório Nacional, aprovada no dia 20 de janeiro último, e que orienta nossas deputadas, deputados, senadoras e senadores a se posicionarem na sucessão da direção das duas Casas", diz em artigo.

Ele admite divergências em torno da melhor tática parlamentar, motivada pela conjuntura inaugurada pelo golpe, razão pela qual a Comissão Executiva e o Diretório Nacional decidiram pautar o tema – que antes antes do impeachment era tratado predominantemente no âmbito das bancadas.

E reitera a disposição de oposição ao "governo usurpador" e a todos os projetos antipopulares, antinacionais e de supressão de direitos, dentro e fora do Congresso.

"Minha opinião pessoal é que nos unamos aos parlamentares da oposição (PDT, PC do B, Rede e Psol) num bloco a ser encabeçado por alguém deste campo", afirma. "E que o voto das nossas bancadas se paute pelos compromissos enunciados pelo PT, expressando publicamente, de forma unitária e transparente, a razão da escolha."

O presidente do PT afirma estar convicto de que, desse modo, o entusiasmo da militância se propagará em todas as frentes de luta: na defesa do companheiro Lula e de sua futura candidatura a presidente, no enfrentamento da reforma da Previdência e trabalhista e pela antecipação das eleições diretas.



Rede Brasil Atual
Axact

Ronaldo

Blogueiro e livreiro, reproduzo as notícias que considero interessante para os amigos e disponíbilizo meu acervo de livros para possíveis clientes. Boa leitura e boas compras.

Poste aqui o seu comentário:

0 comments:

-Os comentários reproduzidos não refletem necessariamente a linha editorial do blog
-São impublicáveis acusações de carácter criminal, insultos, linguagem grosseira ou difamatória, violações da vida privada, incitações ao ódio ou à violência, ou que preconizem violações dos direitos humanos;
-São intoleráveis comentários racistas, xenófobos, sexistas, obscenos, homofóbicos, assim como comentários de tom extremista, violento ou de qualquer forma ofensivo em questões de etnia, nacionalidade, identidade, religião, filiação política ou partidária, clube, idade, género, preferências sexuais, incapacidade ou doença;
-É inaceitável conteúdo comercial, publicitário (Compre Bicicletas ZZZ), partidário ou propagandístico (Vota Partido XXX!);
-Os comentários não podem incluir moradas, endereços de e-mail ou números de telefone;
-Não são permitidos comentários repetidos, quer estes sejam escritos no mesmo artigo ou em artigos diferentes;
-Os comentários devem visar o tema do artigo em que são submetidos. Os comentários “fora de tópico” não serão publicados;