Jornal GGN - Por meio de nota, a Petrobras anunciou a conclusão da operação de venda de 100% da Petrobras Chile Distribuición Ltda (PCD) para a Southern Cross Group. O negócio foi assinado em julho do ano passado e a Petrobras terá entrada de caixa de US$ 470 milhões.

Deste total, US$ 90 milhões são oriundos da distribuição de dividendos líquidos de impostos, e US$ 380 milhões foram quitados ontem (4) pela Southern Cross. Segundo a estatal, o valor ainda está sujeito a ajustes finais.

A companhia de distribuição da Petrobras no Chile tem 279 postos de serviços, uma planta de lubrificantes, oito terminais de distribuição, operações em 11 aeroportos, além de participação em duas empresas de logística.

A operação fechada com a Southern Cross, um fundo de Private Equity com US$ 2,9 bilhões em ativos sob gestão e foco na América Latina, também inclui o licenciamento das marcas Petrobras e Lubrax pelo período de oito anos, com possibilidade de renovação.

A Petrobras diz que a venda da PCD faz parte do plano de desinvestimentos do biênio 2015-2016, que chegou a US$ 13,6 bilhões no período.

GGN
Axact

Ronaldo

Blogueiro e livreiro, reproduzo as notícias que considero interessante para os amigos e disponíbilizo meu acervo de livros para possíveis clientes. Boa leitura e boas compras.

Poste aqui o seu comentário:

0 comments:

-Os comentários reproduzidos não refletem necessariamente a linha editorial do blog
-São impublicáveis acusações de carácter criminal, insultos, linguagem grosseira ou difamatória, violações da vida privada, incitações ao ódio ou à violência, ou que preconizem violações dos direitos humanos;
-São intoleráveis comentários racistas, xenófobos, sexistas, obscenos, homofóbicos, assim como comentários de tom extremista, violento ou de qualquer forma ofensivo em questões de etnia, nacionalidade, identidade, religião, filiação política ou partidária, clube, idade, género, preferências sexuais, incapacidade ou doença;
-É inaceitável conteúdo comercial, publicitário (Compre Bicicletas ZZZ), partidário ou propagandístico (Vota Partido XXX!);
-Os comentários não podem incluir moradas, endereços de e-mail ou números de telefone;
-Não são permitidos comentários repetidos, quer estes sejam escritos no mesmo artigo ou em artigos diferentes;
-Os comentários devem visar o tema do artigo em que são submetidos. Os comentários “fora de tópico” não serão publicados;