O Globo





Manchete : Justiça e oposição fazem ofensiva contra Trump


Líderes de Alemanha, Reino Unido e Itália condenam veto a imigrantes

Juízes invalidam parte de decreto que proíbe entrada nos EUA de cidadãos de sete países, e Casa Branca ameniza medida. Democratas articulam derrubada do texto no Congresso. Protestos se espalham

Um dia após emitir ordens executivas barrando a entrada de refugiados e cidadãos de sete países islâmicos nos EUA, o presidente Donald Trump sofreu um forte revés ontem, com cinco decisões judiciais que, entre outras medidas, determinaram a suspensão da deportação de pessoas detidas nos aeroportos americanos. Sob pressão até dos republicanos, a Casa Branca recuou e retirou da lista de restrições os portadores de visto permanente das nações afetadas. A reação incluiu os democratas, que anunciaram uma ofensiva no Congresso para tentar derrubar os decretos, e procuradores-gerais de 15 estados. Milhares de pessoas foram às ruas em várias cidades dos EUA, e líderes europeus condenaram as medidas de Trump. (Págs. 20 e 21)

JOSÉ EDUARDO AGUALUSA

A verdade de “1984” e Trump. (SEGUNDO CADERNO)


Eike: ‘É hora de passar as coisas a limpo’


No embarque ontem para o Rio, Eike Batista disse ao GLOBO que se entregará à PF para “ajudar a passar as coisas a limpo”. Acusado de pagar propina a Sérgio Cabral, ele negou ter pensado em fugir para a Alemanha. Eike será preso ao chegar no Galeão. (Pág.3)


Estado suspende maioria das obras


Em grave crise, o governo do Rio paralisou 36 obras no estado. Duas ações de despoluição da Baía de Guanabara correm o risco de serem suspensas em março, revela SELMA SCHMIDT. (Pág.7)

Imposto de Transmissão passará de 4% para 8% (Pág.14)


Indústria do Rio vive sua pior fase


A indústria de transformação fluminense enfrenta seu pior momento em três décadas, segundo a Firjan. De 2012 a 2016, acumula recuo de 21%, o dobro dos anos 1990, informa DAIANE COSTA. (Pág.16)


Reajustes elevam diferença salarial


Com aumentos que serão concedidos até 2019, defensor da União ganhará R$ 14 mil a mais do que professor universitário, conta BÁRBARA NASCIMENTO. (Pág.6)


------------------------------------------------------------------------------------

O Estado de S. Paulo





Manchete : Bancos criam equipes para evitar quebra de empresas


Objetivo é ajudar na reestruturação de grandes e médias companhias e evitar recuperação judicial e falência

Após prejuízos com a deterioração financeira de grandes empresas, que entraram em recuperação judicial ou estão envolvidas na Operação Lava Jato, os três maiores bancos privados do País – Itaú, Bradesco e Santander – criaram departamentos focados na reestruturação de médias e grandes companhias. A ideia é trabalhar de forma preventiva e evitar que um efeito cascata leve mais empresas à recuperação judicial ou à falência. Os casos mais emblemáticos foram os da Oi, com dívida de R$ 65 bilhões, e da Sete Brasil, de R$ 20 bilhões. Segundo fontes de mercado, cerca de R$ 300 bilhões em dívidas de médias e grandes companhias estão na mira de bancos para reestruturação. Com diagnóstico em mãos, as instituições financeiras oferecem um “pacote de ajuda”, que vai desde tomar ativos como garantia e alongar os débitos até buscar um novo investidor para injetar capital. (Economia B1)

Estaleiro pede recuperação

Com dívida de R$ 1,3 bilhão, Enseada Paraguaçu é a 1ª empresa da Odebrecht a pedir à Justiça aprovação de plano para evitar falência. Estimativa é de que estaleiro tenha mais R$ 2 bilhões de débitos com bancos (B4)


Com Temer, 62% dos projetos que viraram lei foram do Executivo


Desde maio, quando Michel Temer assumiu interinamente a Presidência, 62% das leis aprovadas no Congresso foram propostas pelo Planalto. É a maior taxa dos últimos dez anos. O número mostra reversão em trajetória que era de queda. Até meados do 2.º mandato de Fernando Henrique Cardoso (1999-2002), cerca de três em cada quatro novas leis tinham o Executivo como autor. O porcentual foi caindo até chegar a 26%, com Dilma Rousseff.(Política A4)


Eike volta dos EUA e se entrega hoje à PF (Política A6)





Justiça dos EUA proíbe deportações


Protesto em Washington contra veto de Donald Trump a refugiados e muçulmanos de sete países: criticada por líderes estrangeiros, especialistas e políticos, medida foi suspensa parcialmente por juízes em diferentes Estados americanos. Apesar da reação, Casa Branca indicou que pode estender o decreto a mais quatro países (Internacional A9 e A10)


2 de 5 presos não têm audiência de custódia em SP


Só três de cada cinco presos participam de audiências de custódia no Estado. Nelas, detidos em flagrante são apresentados a um juiz em até 24 horas para avaliar se há necessidade de manter a prisão. A universalização está prevista para agosto. Mesmo em regiões com audiência, no entanto, nem todos vão ao juiz. De maio a outubro, isso ocorreu em 58% dos casos da capital. (Metrópole A12)


Vera Magalhães


MP, Odebrecht e governo têm mesma expectativa: que STF homologue delações até amanhã. (Política A6)


Cida Damasco


Questão é como evitar que a modernização das relações do trabalho vire precarização. (Economia B4)


Notas&Informações


Delações sem fim, criminosos sem pena - Por que banalizar o uso da colaboração premiada? (A3)

Do crédito seco à esperança (A3)


------------------------------------------------------------------------------------

Folha de S. Paulo





Manchete : Reação e caos levam EUA a rever ato anti-imigração


Governo Trump recua e agora diz que quem tem‘green card’ não será barrado

O governo americano recuou em um ponto do decreto que impede a entrada no país de refugiados e de cidadãos de sete nações muçulmanas, diante de decisões judiciais contrárias à medida. Na sexta, imigrantes foram barrados, gerando caos e protestos em aeroportos. Segundo o chefe de gabinete da Casa Branca, Reince Priebus, detentores de autorização permanente para morar e trabalhar nos EUA (“green card”) não serão mais detidos, mesmo se vierem das localidades vetadas (Síria, Iraque, Irã, Iêmen, Líbia, Somália e Sudão). O decreto também suspende por 120 dias o ingresso nos EUA de refugiados e deixa no limbo aqueles que já estavam a caminho do país. No caso de expatriados sírios, a proibição é por tempo indefinido. Apenas 50 mil permissões de asilo serão concedidas em 2017. Em nota, o presidente Donald Trump disse que não se trata de veto a muçulmanos, mas de “combater o terror”. Analistas avaliam que o decreto robustece a narrativa de extremistas segundo a qual o Ocidente persegue o islã. Na Europa, a desaprovação foi unânime. (Mundo A10)


‘Responderei à Justiça’, diz Eike ao embarcar em NY


Considerado foragido, o empresário Eike Batista embarcou no aeroporto JFK, em Nova York, na noite deste domingo (29) com destino ao Brasil. No percurso até o local de embarque, questionado se iria se entregar, ele apenas sorriu. Na área de embarque, o empresário afirmou que vai “passar as coisas a limpo”. “Vou responder à Justiça, como é o meu dever”. (Poder A8)


Plano de Temer para segurança copia antecessores


O Plano Nacional de Segurança Pública do governo tem três de cada quatro medidas vindas de programas das gestões FHC, Lula e Dilma, sem que boa parte destes tenha saído do papel. Foi lançado após a morte de mais de 130 presos nos motins de janeiro. (Cotidiano B1)


Benefícios do Judiciário têm salto de 30%


O pagamento de benefícios e verbas indenizatórias a magistrados e servidores do Judiciário subiu 30% de 2014 para 2015, no pico da crise econômica no país. A alta foi de R$ 5,5 bilhões para R$ 7,2 bilhões, segundo relatório do CNJ (Conselho Nacional de Justiça). (Poder A4)


Vinicius Mota


Algo está muito errado com o ensino no Brasil

Massacres em presídios despertaram justa comoção da sociedade, o que ajudou a canalizar energias das autoridades. Infelizmente, a catástrofe da educação brasileira no principal teste mundial não suscitou sentido de urgência. (Opinião A2)


Editoriais


Leia “Jornada longa”, acerca de recuperação da economia brasileira, e “Desconexão senatorial”, sobre eleição para a presidência do Senado. (Opinião A2)


------------------------------------------------------------------------------------

Mídia
Axact

Ronaldo

Blogueiro e livreiro, reproduzo as notícias que considero interessante para os amigos e disponíbilizo meu acervo de livros para possíveis cliente. Boa leitura e boas compras.

Poste aqui o seu comentário:

0 comments:

-Os comentários reproduzidos não refletem necessariamente a linha editorial do blog
-São impublicáveis acusações de carácter criminal, insultos, linguagem grosseira ou difamatória, violações da vida privada, incitações ao ódio ou à violência, ou que preconizem violações dos direitos humanos;
-São intoleráveis comentários racistas, xenófobos, sexistas, obscenos, homofóbicos, assim como comentários de tom extremista, violento ou de qualquer forma ofensivo em questões de etnia, nacionalidade, identidade, religião, filiação política ou partidária, clube, idade, género, preferências sexuais, incapacidade ou doença;
-É inaceitável conteúdo comercial, publicitário (Compre Bicicletas ZZZ), partidário ou propagandístico (Vota Partido XXX!);
-Os comentários não podem incluir moradas, endereços de e-mail ou números de telefone;
-Não são permitidos comentários repetidos, quer estes sejam escritos no mesmo artigo ou em artigos diferentes;
-Os comentários devem visar o tema do artigo em que são submetidos. Os comentários “fora de tópico” não serão publicados;

Gostou do Blog? Divulgue. Curta. Compartilhe. Colabore. Aproveite os preços baixos dos livros. AQUI Últimos livros Anunciados e AQUI Tabela de Preços Promocionais