O Globo





Manchete: Estado do Rio ultrapassa limite de gasto com pessoal


Folha de pagamento já consome mais que o permitido pela lei

Pezão voltará a propor à Alerj contribuição previdenciária extra para servidores

O Estado do Rio ultrapassou o permitido pela Lei de Responsabilidade Fiscal em gastos com pessoal (60%), comprometendo quase 74% da receita corrente líquida. Em 2016, foram cerca de R$ 34 bilhões em salários, de acordo com a Comissão de Tributação da Alerj. O governo Pezão vai propor contribuição previdenciária de 20% dos salários dos servidores, por dois anos, inclusive para aposentados. (Pág. 8)

Comperj: 23 mil vagas

A retomada do Comperj vai criar, no segundo semestre, 23.300 postos de trabalho, informa RAMONA ORDOÑEZ. (Pág. 19)


Cabral tem aplicação de R$ 38 milhões


A Justiça bloqueou R$ 38 milhões do ex-governador Sérgio Cabral, aplicados em um fundo de investimento, revela RUBEN BERTA. O valor foi identificado pelo Coaf. Em 2016, o Banco Central afirmara ter encontrado apenas R$ 404 em contas de Cabral. (Pág. 3)


Crivella desdiz o que dissera


O prefeito ontem alegou que se confundiu ao dizer que técnico que presidiria CET-Rio tem doença grave, e atribuiu erro a repórter. A declaração dada a grupo de jornalistas, porém, foi gravada. (Pág. 9)


Alívio de R$ 75 bi com juro menor


A queda mais rápida da Selic deve reduzir gasto com juros da dívida pública em R$ 75 bilhões este ano. A decisão do Copom fez a Bolsa subir 2,41%. (Pág. 17)


Um novo Enem


Governo estuda realizar Enem 2017 em dois domingos ou em apenas um dia. (Pág. 24)


------------------------------------------------------------------------------------

O Estado de S. Paulo





Manchete: Corte da taxa de juro anima Bovespa e desvaloriza dólar


Presidente Michel Temer diz acreditar que a Selic – hoje em 13% – cairá gradativamente para um dígito

A Bovespa reagiu com forte otimismo ontem à decisão do Copom de reduzir em 0,75 ponto porcentual a taxa básica de juros, para 13%, numa queda maior que o esperado. A Bolsa fechou em alta de 2,41%, aos 63.953,93 pontos, o maior patamar desde 8 de novembro – dia da eleição americana. O presidente Michel Temer disse acreditar que, gradativamente, os juros cairão de dois para um dígito. “Juros muito altos dificultam investimentos.” O dólar teve queda de 0,62%, cotado a R$ 3,1747. O recuo da moeda norte-americana se deveu principalmente à expectativa de entrada de recursos no País. Para o pesquisador Michael Viriato, o sinal do Banco Central de que a inflação está sob controle e os juros devem seguir rota de queda faz com que o empresário se sinta mais seguro para fazer empréstimos a taxas menores no futuro. “É uma reação em cadeia e o investidor também se sente mais confiante.” (ECONOMIA / PÁG. B4)

Eliane Cantanhêde

A queda da inflação e a queda dos juros são uma ótima notícia de início de ano e uma lufada de alívio para Temer e seu governo, mas o ambiente continua de sobressaltos, sacolejos, incertezas, instabilidade. (POLÍTICA / PÁG. A6)


Servidor do Rio terá de pagar até 20% do salário à Previdência


O programa de recuperação fiscal do Estado do Rio poderá durar quatro anos, um ano mais do que o previsto inicialmente pelo governo federal. Pelo acordo que está sendo feito com a União, os servidores fluminenses deverão ter de pagar alíquota extra de 6% para a Previdência estadual, medida que já foi rejeitada pela Assembleia. Com isso, o desconto total no salário dos servidores para a Previdência pode chegar a 20%. (ECONOMIA / PÁG. B1)


Por Lava Jato, Janot avalia disputar terceiro mandato na PGR


O procurador-geral da República, Rodrigo Janot – chefe do MPF desde o início da Operação Lava Jato –, avalia a possibilidade de disputar o terceiro mandato de dois anos à frente da instituição. Janot já foi reconduzido ao cargo, em 2015, para a gestão que se encerra em setembro. A posição seria inédita dentro do grupo dos “tuiuiús”, procuradores que lutaram para que a categoria fosse ouvida na escolha do chefe da instituição. (POLÍTICA / PÁG. A4)


Região Norte pede ajuda à Força Nacional a cada 45 dias


Dados reunidos pelo Fórum Brasileiro de Segurança mostram que os sete Estados da Região Norte solicitaram a presença da Força Nacional de Segurança duas vezes por trimestre nos últimos 12 anos. Foram executadas 98 operações desde a criação da tropa, em 2004. Especialistas dizem que o tempo médio do que era para ser ação emergencial tem se estendido e o recurso pode perder eficácia. (METRÓPOLE / PÁGS. A11 e A12)


Fernando Gabeira


Com as organizações criminosas em guerra, sociedade tem oportunidade de enfraquecê-las. (ESPAÇO ABERTO / PÁG. A2)


Notas & Informações


Ousadia e prudência nos juros

Os diretores do BC decidiram fazer mais uma forcinha para desatolar a economia brasileira. (PÁG. A3)

Lula, de herói a mártir

Político pragmático, ele não se ilude com a “campanha eleitoral” que lançou em Salvador. (PÁG. A3)


------------------------------------------------------------------------------------

Folha de S. Paulo





Manchete : Doria deve cortar entrega de leite a estudantes de SP


Com dificuldades orçamentárias, nova gestão pode rever também compra de material e transporte escolar

Diante de orçamento reduzido, o prefeito João Doria (PSDB) deve reduzir em São Paulo o programa Leve Leite, que atende 900 mil estudantes da creche ao 9° ano da rede municipal. Em entrevista à Folha, o secretário de Educação, Alexandre Schneider, disse que podem ser revistos também a compra de material escolar e o transporte de alunos. As dificuldades financeiras da nova gestão vão além da crise econômica. O cenário foi agravado pelo congelamento das tarifas de ônibus em R$ 3,80 neste ano. A medida gerará gastos adicionais de R$ 1 bilhão. “A situação fiscal da prefeitura não ê fácil. Chego em um momento muito mais difícil que da primeira vez que fui secretário”, afirmou. Serão rediscutidas despesas sem ligação direta com ensino, que consomem em torno de R$ 1,1 bilhão do orçamento da secretaria —de um total de R$ 10,9 bilhões. Schneider não detalhou as reduções, mas a Folha apurou que a entrega de leite deve ser restringida a crianças de 0 a 6 anos. (Cotidiano B1)

MÔNICA BERGAMO - Prefeito dará xampu e sabonete em abrigos da cidade. (C2)


Pela 1a. vez, Brasil é líder de ranking de propina nos EUA


Com 19 menções, o Brasil lidera pela primeira vez um ranking de países mais citados por empresas globais investigadas por corrupção nos EUA. A China tem 17 menções e o Iraque, oito. A lei anticorrupção local, de 1977, proíbe empresas com negócios no país de pagarem suborno no exterior. A legislação almeja evitar que a propina mine a concorrência e prejudique grupos e investidores dos EUA. Desde 2015, o número de menções ao Brasil no ranking, feito por um site especializado nessa lei, quase dobrou (de 10 para 19). A China liderou a lista nos dois anos anteriores. (Poder A4)


Socorro a Estados terá as mesmas exigências feitas ao Rio, diz Meirelles (Mercado a13)





OAB critica ministro por sugerir gravação de conversa entre advogados e presos (Cotidiano B5)





Análise - Cláudia Colucci


Vacina contra a febre amarela requer cautela (Cotidiano B5)


Painel


CNJ sabia que detentos dominavam presídio em Manaus desde 2013 (Poder A4)


Editoriais


Leia “Perdido no caos”, sobre declarações do ministro da Justiça, e “Pragmatismo petista”, acerca da posição do PT nas eleições do Congresso. (Opinião a2)


------------------------------------------------------------------------------------

Mídia
Axact

Ronaldo

Blogueiro e livreiro, reproduzo as notícias que considero interessante para os amigos e disponíbilizo meu acervo de livros para possíveis cliente. Boa leitura e boas compras.

Poste aqui o seu comentário:

0 comments:

-Os comentários reproduzidos não refletem necessariamente a linha editorial do blog
-São impublicáveis acusações de carácter criminal, insultos, linguagem grosseira ou difamatória, violações da vida privada, incitações ao ódio ou à violência, ou que preconizem violações dos direitos humanos;
-São intoleráveis comentários racistas, xenófobos, sexistas, obscenos, homofóbicos, assim como comentários de tom extremista, violento ou de qualquer forma ofensivo em questões de etnia, nacionalidade, identidade, religião, filiação política ou partidária, clube, idade, género, preferências sexuais, incapacidade ou doença;
-É inaceitável conteúdo comercial, publicitário (Compre Bicicletas ZZZ), partidário ou propagandístico (Vota Partido XXX!);
-Os comentários não podem incluir moradas, endereços de e-mail ou números de telefone;
-Não são permitidos comentários repetidos, quer estes sejam escritos no mesmo artigo ou em artigos diferentes;
-Os comentários devem visar o tema do artigo em que são submetidos. Os comentários “fora de tópico” não serão publicados;

Gostou do Blog? Divulgue. Curta. Compartilhe. Colabore. Aproveite os preços baixos dos livros. AQUI Últimos livros Anunciados e AQUI Tabela de Preços Promocionais