O Globo





Manchete: Seis em dez prisões não têm bloqueador de celular


Dados ajudam a explicar por que crimes continuam a ser comandados das cadeias

Presídio de Manaus onde aconteceu o massacre não possui equipamentos básicos

Levantamento com base em dados do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) revela que 65% das unidades prisionais do país não têm bloqueadores de celulares nem detectores de metais, equipamentos fundamentais para evitar que crimes sejam comandados de dentro das cadeias, informa FÁBIO VASCONCELOS. Entre esses estabelecimentos está o presídio Anísio Jobim, em Manaus, onde 56 detentos foram mortos. País tem déficit de 250 mil vagas em presídios. (Pág. 3)

Editorial

‘Controlar prisões requer ação ampla do Estado’ (Pág. 14)

MERVAL PEREIRA

Grandes facções criminosas ampliam atuação. (Pág. 4)


Cármen Lúcia pede censo


A presidente do STF, Cármen Lúcia, e o ministro da Justiça, Alexandre de Moraes, discutirão hoje medidas em resposta ao massacre, entre elas um novo censo carcerário. (Pág. 3)


Novas facções agravam criminalidade


O surgimento de facções criminosas no Norte e no Nordeste, como a que comandou o massacre de Manaus, e o fim da hegemonia de quadrilhas do Rio e de São Paulo, que se associaram a outros grupos, elevaram o grau de tensão nas grandes cadeias. Censo nos presídios federais revelou a existência de chefes de 25 facções. A Família do Norte (FDN), que comandou o massacre, é a 6ª organização com maior número de presos no país. (Pág. 4)

Drama e dor em meio ao caos

Famílias ainda se aglomeram no IML de Manaus, que luta para tentar identificar os detentos esquartejados, conta o enviado especial THIAGO HERDY. Um carro foi improvisado como depósito de corpos. (Pág. 5)


Crivella dá prazo para reduzir crimes


Prefeito diz que agentes da Guarda Municipal deverão passar a usar armas não letais e a atuar junto à polícia no combate a delitos, principalmente em áreas turísticas. Inspetora aposentada é escolhida para comandar tropa

O prefeito Marcelo Crivella deu 60 dias para a Guarda Municipal reduzir a criminalidade, especialmente em áreas turísticas. A tropa deverá usar armas não letais e atuar com a polícia até em investigações de roubo de carga. O comando será da inspetora Tatiana Mendes, que criou a ronda escolar nos anos 1990. Os agentes são vinculados à Secretaria de Ordem Pública que, com isso, ganhará perfil de pasta de segurança. Associações de hotéis, bares e restaurantes elogiaram a medida, que pode ter impacto positivo sobre o turismo no Rio. (Págs. 7 a 10)

ELIO GASPARI

IPTU carioca indica gatos na tuba. (Pág. 14)

ANCELMO GOIS

Crivella demite parentes de Pezão. (Pág. 10)


Agronegócio deve ser a salvação da lavoura


Após os contratempos climáticos de 2016, o Brasil deverá ter safra recorde de grãos este ano. O agronegócio pode, assim, crescer o triplo do esperado para a atividade econômica em geral (0,5% a 0,7%), estimam economistas, ajudando o PIB do país a ficar positivo em 2017. (Pág. 17)


Petróleo sobe e anima Bolsas


As Bolsas de todo o mundo reagiram com euforia à maior cotação do petróleo em 18 meses, atingida ontem. As ações da Petrobras subiram 5,73%, e a Bovespa, 3,7%. (Pág. 19)


Campanha inclui meninos


Vacinação contra HPV, antes restrita a público feminino, abrange garotos de 12 e 13 anos. (Pág. 24)


------------------------------------------------------------------------------------

O Estado de S. Paulo





Manchete: Amazonas isola presos do PCC; RJ e SP estão em alerta


Detentos são levados para cadeia que estava desativada por falta de condições; Alckmin minimiza risco

em outubro por recomendação do Conselho Nacional de Justiça, que a considerou “passível de denúncia internacional por violações de direitos humanos”, a Cadeia Pública Desembargador Raimundo Vidal Pessoa começou ontem a receber detentos ligados ao Primeiro Comando da Capital (PCC). Segundo a inteligência da polícia amazonense, 98% da população carcerária – cerca de 10 mil detentos – pertence à facção Família do Norte (FDN), aliada do Comando Vermelho (CV) e responsável pelas 60 mortes em Manaus. Até a noite, 223 detentos haviam sido transferidos para a cadeia. Em penitenciárias de São Paulo e Rio, berços respectivamente de PCC e CV, foi redobrada a atenção sobre líderes, para evitar represálias. O governador Geraldo Alckmin (PSDB) minimizou a questão: “Não tem nenhuma relação com São Paulo, aqui não teve problema nenhum”. (METRÓPOLE / PÁGS. A11 a A13)

Líder tem time de futebol

Além de se vangloriar de comandar 200 mil homens da facção Família do Norte, o traficante José Roberto Barbosa, o Pertuba, não deixava de falar do Compensão, time de futebol no qual investiu R$ 320 mil. (PÁG. A11)


Temer descarta ajuda a ex-aliados de Cunha em eleição da Câmara


Embora o presidente Michel Temer diga oficialmente que o governo se mantém neutro na disputa pelo comando da Câmara, alguns de seus auxiliares atuam para esvaziar candidaturas vinculadas ao Centrão e descartam ajudar nomes do bloco informal. O Planalto não pretende dar apoio aos deputados Rogério Rosso (PSD-DF) e Jovair Arantes (PTB-GO) – ex-aliados de Eduardo Cunha – mesmo se a candidatura do atual presidente da Casa, Rodrigo Maia (DEM-RJ), for barrada pelo Supremo Tribunal Federal. (POLÍTICA / PÁG. A4)


Equador é o 3º país a proibir obras públicas com Odebrecht


A Justiça do Equador proibiu instituições públicas do país de firmar contratos com a Odebrecht. A medida, de caráter preventivo, valerá pelo menos durante as investigações do Ministério Público local sobre esquema de corrupção envolvendo a empreiteira e o governo. Antes do Equador, Panamá e Peru haviam adotado sanções contra a Odebrecht. (POLÍTICA / PÁG. A5)


Em calamidade financeira, MG compra dois helicópteros


O Gabinete Militar do governador de MG, Fernando Pimentel (PT), está comprando dois helicópteros, ao custo de R$ 21,8 milhões, em meio à calamidade financeira decretada pelo Estado. O governo alega que as aeronaves serão usadas em missões de segurança pública. (POLÍTICA / PÁG. A7)


Fábio Alves


Se Temer aprovar reformas e Trump não fizer desatinos, economia pode se recuperar lentamente. (ECONOMIA / PÁG. B4)


Notas & Informações


Horror, indignação e vergonha

Tão chocante quanto a selvageria de Manaus é a constatação de que ela é tudo, menos surpreendente. (PÁG. A3)

Torcer contra as projeções

Governo precisa criar expectativas melhores, até para conseguir arrecadação para ajuste. (PÁG. A3)


------------------------------------------------------------------------------------

Folha de S. Paulo





Manchete: Governo reduz em 85% repasses para presídios


Verba para reformas também está em queda; Planalto suspeita de fuga maior

Nos últimos dois anos, o governo federal reduziu em 85% os repasses aos Estados para a construção de novas penitenciárias e diminuiu os recursos para reestruturar as já existentes. O sistema penitenciário do país acumula um deficit de 250 mil vagas, pelo último balanço federal. A morte de 56 detentos na segunda (2) num presídio superlotado em Manaus expôs a situação crítica do setor. O Fundo Penitenciário Nacional repassou R$ 111,5 milhões em 2014 ao programa para construção e ampliação de presídios estaduais, segundo dados do Orçamento pesquisados pela Folha. Em 2015, a verba caiu para R$ 12,6 milhões e, em 2016, ficou em R$ 17 milhões. O Ministério da Justiça não se manifestou sobre a redução. Prometeu sarem 2017 até R$ 156 milhões do orçamento do ano passado e destinar mais R$ 799 milhões para a construção de uma penitenciária por Estado. O governo federal recebeu informações de inteligência de que o governo do Amazonas já sabia que a facção que atua na região planejava fuga em massa, informa o Painel. Há suspeita de que ao menos 300 presos —não uma centena, com o estimado—podem ter fugido. (Cotidiano B1 e Poder A4)


Fazenda quer rever acesso a benefício para mais pobres


Para reduzir ações na Justiça, a gestão Temer planeja mudar regras de acesso a benefício pago a pessoas pobres idosas ou com deficiência, o BPC (Benefício de Prestação Continuada). A proposta em estudo no governo é estipular um valor nominal, em vez de um percentual do salário mínimo. Um em cada três benefícios assistenciais concedidos a pessoas com deficiência em 2015 foi fruto de decisão judicial. (Mercado A10)


Aposentadoria especial ficará mais difícil com reforma da Previdência (Mercado A10)





Metade dos presos mortos em Manaus foi decapitada


Metade dos mortos no massacre de Manaus foi decapitada, segundo a polícia. Apenas 39 haviam sido identificados até o final da tarde desta terça por causa da situação dos corpos, informa Rubens Valente. Parentes dos presos esperaram por horas em frente ao IML, sem confirmação oficial das mortes. O governo racionou informação e exasperou as famílias. (Cotidiano B3)


Vinicius Torres Freire


Conivência com facções remete a empreiteiras

Dadas a extensão das operações e a quantidade de dinheiro envolvida, é razoável acreditar que as facções contam com a inoperância ou conivência do Estado apenas nos presídios? Quando se vai investigar tal desastre? Quando o governo tiver sido comprado pelas facções, tal qual as empreiteiras fizeram? (Mercado A12)


EUA detêm 142% mais brasileiros nas fronteiras


O número de brasileiros detidos tentando emigrar para os EUA cresceu 142% em 2016 em relação a 2015, relata Fabiano Maisonnave. Segundo dados da Patrulha da Fronteira, 3.252 brasileiros foram pegos cruzando ilegalmente a divisa em 2016, número mais alto dos últimos cinco anos. A principal rota continua sendo o México (96%). Na costa da Flórida, destino dos que cruzam o mar do Caribe, foram 91 casos. (Mundo A9)


Editoriais


Leia “Enfoque prisional”, a respeito de massacre em penitenciária de Manaus, e “Agruras argentinas”, sobre dificuldades enfrentadas pelo país vizinho. (Opinião A2)


------------------------------------------------------------------------------------

Mídia
Axact

Ronaldo

Blogueiro e livreiro, reproduzo as notícias que considero interessante para os amigos e disponíbilizo meu acervo de livros para possíveis cliente. Boa leitura e boas compras.

Poste aqui o seu comentário:

0 comments:

-Os comentários reproduzidos não refletem necessariamente a linha editorial do blog
-São impublicáveis acusações de carácter criminal, insultos, linguagem grosseira ou difamatória, violações da vida privada, incitações ao ódio ou à violência, ou que preconizem violações dos direitos humanos;
-São intoleráveis comentários racistas, xenófobos, sexistas, obscenos, homofóbicos, assim como comentários de tom extremista, violento ou de qualquer forma ofensivo em questões de etnia, nacionalidade, identidade, religião, filiação política ou partidária, clube, idade, género, preferências sexuais, incapacidade ou doença;
-É inaceitável conteúdo comercial, publicitário (Compre Bicicletas ZZZ), partidário ou propagandístico (Vota Partido XXX!);
-Os comentários não podem incluir moradas, endereços de e-mail ou números de telefone;
-Não são permitidos comentários repetidos, quer estes sejam escritos no mesmo artigo ou em artigos diferentes;
-Os comentários devem visar o tema do artigo em que são submetidos. Os comentários “fora de tópico” não serão publicados;

Gostou do Blog? Divulgue. Curta. Compartilhe. Colabore. Aproveite os preços baixos dos livros. AQUI Últimos livros Anunciados e AQUI Tabela de Preços Promocionais