O novo ministro do Supremo Tribunal Federal será sabatinado por senadores investigados na Lava Jato. Os processos que tramitam contra esses senadores estavam sob a tutela do ministro Teori Zavascki, morto nesta quinta-feira (19) em acidente aéreo, e poderão passar para o controle do próximo magistrado.

Como prevê a Constituição, a definição do sucessor de Teori cabe ao presidente da República. A escolha de Michel Temer deve, então, ser submetida a uma sabatina da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado, seguida de uma votação em plenário.

Atualmente, dos integrantes da CCJ, oito são alvos do maior escândalo de corrupção no País. São eles: Romero Jucá (PMDB-RR), Benedito de Lira (PP-AL), Ciro Nogueira (PP-PI), Edison Lobão (PMDB-MA), Valdir Raupp (PMDB-RO),Humberto Costa (PT-PE), Lindbergh Farias (PT-RJ) e Gleisi Hoffmann (PT-PR).

A composição da comissão, entretanto, pode mudar a partir de fevereiro, com o início da terceira sessão legislativa.

Cabe ao relator da operação homologar as delações, analisar pedidos de prisão, de habeas corpus, além de dar o parecer final do julgamento de cada processo.

No comando da relatoria da Lava Jato, o ministro Teori Zavascki revogou a prisão do ex-senador Delcídio do Amaral, afastou o ex-deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) do mandato e da presidência da Câmara, além de homologar a delação do ex-presidente da Transpetro Sérgio Machado.

Foi em uma gravação feita por Machado que o senador Romero Jucá sugeriu umpacto para estancar a Lava Jato. Na conversa, Machado diz que "um caminho é buscar alguém que tem ligação com o Teori” e Jucá responde que o ministro “é um cara fechado”.

Futuro relator da Lava Jato


Há, porém, a possibilidade da relatoria da Lava Jato cair nas mãos de outro ministro que já integra o quadro do STF. O artigo 68 do regimento da Corte prevê que em casos excepcionais a presidente ministra Cármen Lúcia faça a redistribuição da relatoria.

Uma das autoridades que tem feito essa defesa é o ministro aposentado Marco Aurélio Mello. Ele tem afirmado que fazer o sorteio entre os atuais ministros agilizaria a análise dos processos.

Ao HuffPost Brasil, o ministro aposentado Carlos Velloso defendeu que o presidente Michel Temer acelere a escolha do novo ministro para que a operação não sofra danos.

Dentro do Palácio do Planalto, assessores do presidente também tem defendido que o presidente faça a indicação o mais rápido possível.


HuffPost Brasil
Axact

Ronaldo

Blogueiro e livreiro, reproduzo as notícias que considero interessante para os amigos e disponíbilizo meu acervo de livros para possíveis cliente. Boa leitura e boas compras.

Poste aqui o seu comentário:

0 comments:

-Os comentários reproduzidos não refletem necessariamente a linha editorial do blog
-São impublicáveis acusações de carácter criminal, insultos, linguagem grosseira ou difamatória, violações da vida privada, incitações ao ódio ou à violência, ou que preconizem violações dos direitos humanos;
-São intoleráveis comentários racistas, xenófobos, sexistas, obscenos, homofóbicos, assim como comentários de tom extremista, violento ou de qualquer forma ofensivo em questões de etnia, nacionalidade, identidade, religião, filiação política ou partidária, clube, idade, género, preferências sexuais, incapacidade ou doença;
-É inaceitável conteúdo comercial, publicitário (Compre Bicicletas ZZZ), partidário ou propagandístico (Vota Partido XXX!);
-Os comentários não podem incluir moradas, endereços de e-mail ou números de telefone;
-Não são permitidos comentários repetidos, quer estes sejam escritos no mesmo artigo ou em artigos diferentes;
-Os comentários devem visar o tema do artigo em que são submetidos. Os comentários “fora de tópico” não serão publicados;

Gostou do Blog? Divulgue. Curta. Compartilhe. Colabore. Aproveite os preços baixos dos livros. AQUI Últimos livros Anunciados e AQUI Tabela de Preços Promocionais