12 mil trabalhadores, segundo os dirigentes do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC paulista, participaram do primeiro ato de massas contra a reforma da previdência e da absurda exigência de 49 anos de contribuição para que a aposentadoria não sofra descontos.

Metalúrgicos da Volks, Mercedes, Ford, Toyota e Scania, além de várias fabricantes de Autopeças se concentraram por quase duas horas para exigir que Michel Temer retire o projeto que foi enviado à Câmara e negocie uma proposta comum com os trabalhadores.

“Com essa proposta não tem discussão, tem luta. Não vai ter arrego e a nossa proposta é que o Michel Temer retire o texto. O Brasil tem que se contagiar com esta mobilização dos metalúrgicos do ABC. O caminho é ocupar as ruas”, afirmou o presidente do Sindicato, Rafael Marques.

Oposta à CUT, que lidera essa manifestação, a Força Sindical também realizou hoje uma assembléia, marcando para os dias 24 e 25 de janeiro – neste, uma concentração na Praça da Sé – atos de repúdio à proposta em todo o país.

Ao contrário da PEC da Morte, que não tem efeitos imediatos e cuja repercussão na vida da população é mais difícil de ser compreendida, a reforma da Previdência tem um potencial explosivo diante de um governo que – daqui a alguns dias veremos – tem índices de aprovação bem próximos do zero, a esta altura.

Tijolaço
Axact

Ronaldo

Blogueiro e livreiro, reproduzo as notícias que considero interessante para os amigos e disponíbilizo meu acervo de livros para possíveis cliente. Boa leitura e boas compras.

Poste aqui o seu comentário:

0 comments:

-Os comentários reproduzidos não refletem necessariamente a linha editorial do blog
-São impublicáveis acusações de carácter criminal, insultos, linguagem grosseira ou difamatória, violações da vida privada, incitações ao ódio ou à violência, ou que preconizem violações dos direitos humanos;
-São intoleráveis comentários racistas, xenófobos, sexistas, obscenos, homofóbicos, assim como comentários de tom extremista, violento ou de qualquer forma ofensivo em questões de etnia, nacionalidade, identidade, religião, filiação política ou partidária, clube, idade, género, preferências sexuais, incapacidade ou doença;
-É inaceitável conteúdo comercial, publicitário (Compre Bicicletas ZZZ), partidário ou propagandístico (Vota Partido XXX!);
-Os comentários não podem incluir moradas, endereços de e-mail ou números de telefone;
-Não são permitidos comentários repetidos, quer estes sejam escritos no mesmo artigo ou em artigos diferentes;
-Os comentários devem visar o tema do artigo em que são submetidos. Os comentários “fora de tópico” não serão publicados;

Gostou do Blog? Divulgue. Curta. Compartilhe. Colabore. Aproveite os preços baixos dos livros. AQUI Últimos livros Anunciados e AQUI Tabela de Preços Promocionais