No governo do dinheiro, o voto do mercado, já se demonstrou, governa o eleito pelo voto popular.

Na matéria de O Globo e nas notas da Folha e do Estadão, surgem sinais fortes de que a unanimidade em torno da “equipe econômica dos sonhos” liderada por Henrique Meirelles acabou-se.

Como antes com Joaquim Levy, as “mãos de tesoura” vão se esgotando à medida em que não se faz cortes por um projeto econômico: os cortes são o próprio projeto de economia.

O capital de Meirelles era Meirelles, mas o Meirelles de Lula, que dava rumo e limite à poda e, no tranco, cessava o corte e fazia regar a economia, quando a seca ameaçava a planta, como em 2008/9.

Na Folha, uma frase de um palaciano resume:“A equipe dos sonhos não está conseguindo entregar os sonhos da equipe”.

Mas com o que sonha esta equipe? Crescimento sem investimento?

O mais curioso é estarem procurando Armínio Fraga, o “homem mau” que travou a alta da inflação na metade do segundo Governo FHC com um “canhonaço” de juros de 45% na taxa Selic.

Óbvio que, a esta altura, um tiro deste calibre seria suicida, mas o que ele tem a oferecer é uma saída para prometer um novo sonho de retomada, aquela que vinha, mas não veio.

Mais do que a possibilidade real de implantação de mais impostos – como Fraga tem plantado nos jornais – a possível ida de Armírio desenha o esboço da tomada do governo pelo tucanato, sem a formalidade de uma eleição.

Talvez esse seja mesmo o sonho, a volta ao passado, 15 anos depois, com a luxuosa “pinguela” FHciana, que exibe sem cessar a sua pavonice invernal, pela desmoralização total de Aécio Neves e a sensaboria de Alckmin.

FHC “é o que tem”.

 Tijolaço
Axact

Ronaldo

Blogueiro e livreiro, reproduzo as notícias que considero interessante para os amigos e disponíbilizo meu acervo de livros para possíveis cliente. Boa leitura e boas compras.

Poste aqui o seu comentário:

0 comments:

-Os comentários reproduzidos não refletem necessariamente a linha editorial do blog
-São impublicáveis acusações de carácter criminal, insultos, linguagem grosseira ou difamatória, violações da vida privada, incitações ao ódio ou à violência, ou que preconizem violações dos direitos humanos;
-São intoleráveis comentários racistas, xenófobos, sexistas, obscenos, homofóbicos, assim como comentários de tom extremista, violento ou de qualquer forma ofensivo em questões de etnia, nacionalidade, identidade, religião, filiação política ou partidária, clube, idade, género, preferências sexuais, incapacidade ou doença;
-É inaceitável conteúdo comercial, publicitário (Compre Bicicletas ZZZ), partidário ou propagandístico (Vota Partido XXX!);
-Os comentários não podem incluir moradas, endereços de e-mail ou números de telefone;
-Não são permitidos comentários repetidos, quer estes sejam escritos no mesmo artigo ou em artigos diferentes;
-Os comentários devem visar o tema do artigo em que são submetidos. Os comentários “fora de tópico” não serão publicados;

Gostou do Blog? Divulgue. Curta. Compartilhe. Colabore. Aproveite os preços baixos dos livros. AQUI Últimos livros Anunciados e AQUI Tabela de Preços Promocionais