O Globo

Manchete: A tristeza é verde
Queda de avião que levava Chapecoense mata 71 na Colômbia

Tragédia comove o planeta e deixa futebol mundial de luto

Falta de combustível na aeronave da Lamia é a principal suspeita

A queda do avião que transportava a delegação da Chapecoense e 22 jornalistas para Medellín, onde a equipe catarinense realizaria o sonho de disputar pela primeira vez uma final da Copa Sul-Americana, deixou apenas seis sobreviventes — três atletas, um repórter e dois tripulantes — e comoveu o mundo, especialmente o dos esportes. Especialistas em aviação civil disseram que o fato de não ter havido explosão e a concentração de destroços numa mesma área levantam suspeitas de que a aeronave da Lamia, modelo Avro RJ-85, não tinha combustível suficiente para completar o trajeto entre Santa Cruz de la Sierra, na Bolívia, e a cidade colombiana. Clubes brasileiros se ofereceram para emprestar jogadores à Chapecoense e pediram à CBF que a equipe não sofra rebaixamentos nos próximos três anos. O maior gesto, porém, veio do rival da Copa Sul-Americana, com quem a Chapecoense jogaria hoje: o Atlético Nacional requisitou à Conmebol que a taça seja entregue ao clube brasileiro. A tragédia atingiu também a imprensa brasileira, que perdeu 21 profissionais. (Caderno Especial)
Protestos violentos contra teto de gastos
Manifestantes depredam carros e prédios públicos em Brasília enquanto Senado vota proposta que limita despesas

A votação da emenda que fixa um teto para gastos públicos foi alvo de protestos violentos, que reuniram cerca de 12 mil pessoas em frente ao Congresso, segundo a PM. Manifestantes depredaram os prédios dos ministérios da Educação e dos Esportes, além de oito carros. O presidente Michel Temer condenou o vandalismo. O governo dizia ter maioria para aprovar com folga a proposta do ajuste fiscal no Senado. (Pág. 29)
------------------------------------------------------------------------------------
O Estado de S. Paulo

Manchete: Tragédia com Chapecoense mata 71 e comove o país 
Seis pessoas sobreviveram ao acidente, entre elas três jogadores e um repórter 

Entre os mortos, 20 profissionais da imprensa 

Time catarinense viajava a Medellín para disputar final da Copa Sul-Americana 

Autoridades apuram se falta de combustível derrubou avião

Amaior tragédia aérea da história envolvendo um time de futebol matou 71 pessoas ontem na Colômbia. Dezenove eram jogadores da Chapecoense que estavam indo disputar a primeira final da Copa Sul-Americana contra o Atlético Nacional. O avião da LaMia caiu à 1h30 (horário de Brasília), a 30 km do aeroporto de Medellín. Sete pessoas foram retiradas com vida dos destroços, mas o goleiro Danilo morreu no hospital. Sobreviveram o também goleiro Jackson Follmann, que teve uma perna amputada, o lateral Alan Ruschel, com lesão na coluna, e o zagueiro Neto, com hematoma craniano, no abdômen e no tórax. Dos 21 profissionais de imprensa a bordo, só Rafael Henzel, narrador da Rádio Oeste Capital, se salvou. Entre os mortos está o ex-jogador da seleção Mario Sérgio. Autoridades apuram as causas do acidente. Uma hipótese é falta de combustível. (PÁGS. E1 a E10)
Projeto que fixa teto para gasto público avança no Senado
O Senado aprovou ontem em primeiro turno o projeto que fixa teto para os gastos públicos. Foram 61 votos a favor e 14 contra. Já aprovada em dois turnos na Câmara, a proposta de emenda à Constituição prevê que o crescimento das despesas do governo tenha um limite por 20 anos. Na primeira década, ele será determinado pela inflação acumulada em 12 meses. Após dez anos, o presidente da República poderá solicitar mudança no indexador. (ECONOMIA / PÁG. B1)
Câmara aprova lei contra abuso de autoridade
O plenário da Câmara aprovou na madrugada de hoje proposta que prevê a possibilidade de punição ao abuso de autoridade praticado por juízes e membros do Ministério Público. O argumento dos deputados é de que “ninguém está acima da lei”. A medida é vista como retaliação à Operação Lava Jato e foi um dos destaques votados após a aprovação do texto-base do pacote contra corrupção. (POLÍTICA / PÁG. A4)
1ª Turma do STF diz que aborto até 3º mês não é crime
A 1.ª Turma do STF abriu precedente ao entender que não é crime o aborto realizado durante o primeiro trimestre de gestação. A decisão valeu para o caso de uma clínica clandestina em Duque de Caxias (RJ). Mesmo assim, pode servir como base para decisões de juízes. Em reação, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), criou comissão para analisar a legislação que regulamenta o aborto. (METRÓPOLE / PÁG. A12)
Notas & Informações 
A liberdade de ação de um presidente

Nação exige que Temer repense seu grupo de colaboradores. (PÁG. A3)

Irresponsáveis por natureza 

Autoritarismo de PSOL, PT et caterva os impede de ver que o momento do País é crítico. (PÁG. A3)
------------------------------------------------------------------------------------
Folha de S. Paulo

Manchete: Queda do avião da Chapecoense mata 71 pessoas; 6 sobrevivem 
Time catarinense viajava para Medellín, na Colômbia, onde disputaria 1ª final fora do Brasil; 20 jornalistas morreram

Um acidente aéreo nesta terça (29) matou 71 pessoas, sendo 19 jogadores da Chapecoense, perto de Medellín ( Colômbia). O time disputaria sua primeira final fora do país. Em homenagem, os colombianos do Atlético Nacional pediram que o rival fosse declarado campeão da Copa Sul-Americana. Vinte profissionais de imprensa também morreram. Seis pessoas sobreviveram. O horário da queda e as causas do acidente são desconhecidos. O avião Avro RJ85, da empresa boliviana La-Mia, saiu de Santa Cruz de La Sierra às 20h15 (horário de Brasília). Por volta da 1h, os pilotos reportaram falha elétrica ao controle aéreo. Não houve contato em seguida. A tragédia interrompe a surpreendente ascensão do time de Chapecó (SC), cidade de 210 mil habitantes. Em apenas sete anos, subiu da quarta para a primeira divisão do Brasileiro e tornou-se sensação no país. É um dos raros exemplos de sucesso dentro e fora do campo. O presidente Michel Temer decretou luto oficial de três dias. A Confederação Brasileira de Futebol adiou a final da Copa do Brasil e a última rodada do Brasileiro. As vítimas foram homenageadas em estádios no exterior e na Arena Condá, casa da Chapecoense. (B1 a B8) 
Aborto até o 3º mês não é crime, decidem ministros do Supremo 
Três dos cinco ministros da primeira turma do STF decidiram que a prática do aborto até o terceiro mês de gravidez não é crime. Para Luís Barroso, Edson Fachin e Rosa Weber, o Código Penal viola direitos da mulher. O entendimento sobre um caso específico deve influenciar magistrados pelo país. A decisão, no entanto, ainda não é de repercussão geral. Nesse caso, todas as instâncias teriam de seguir a mesma orientação. (Cotidiano B9) 
Ato contra Temer tem vandalismo e confronto no DF (Poder A4)

Deputados aprovam emenda vista como desforra à Lava Jato (Poder A6)

Editoriais
Leia “Concessões distantes”, acerca de novo projeto de licitações do governo, e “Fatozinho”, a respeito de discurso de Temer sobre a crise política. (Opinião A2)
------------------------------------------------------------------------------------
Axact

Ronaldo

Blogueiro e livreiro, reproduzo as notícias que considero interessante para os amigos e disponíbilizo meu acervo de livros para possíveis clientes. Boa leitura e boas compras.

Poste aqui o seu comentário: