Pós-verdade, escolhida “palavra do ano” pela prestigiosa Universidade de Oxford, na Inglaterra, é um conceito já não tão novo, mas absolutamente destes tempos.

Tanto como pode ser ricamente entendido em artigos como o da professora Ivana Bentes na revista Cult, pobremente pode ser compreendido naquela frase do promotor da Lava Jato: não temos provas, mas temos a convicção.

Bob Fernandes, num vídeo imperdível mostra como pós-verdade é uma verdade – e nada pós – na vida política do país, hoje dominada pelo espírito da caçada, no qual muita gente boa, mas equivocada, acha que – dependendo da “vítima” – pode ser útil ao povo e á democracia a entrega total do poder ao PJM, o partido Judiciário-Mídia.



Tijolaço
Axact

Ronaldo

Blogueiro e livreiro, reproduzo as notícias que considero interessante para os amigos e disponíbilizo meu acervo de livros para possíveis clientes. Boa leitura e boas compras.

Poste aqui o seu comentário:

0 comments:

-Os comentários reproduzidos não refletem necessariamente a linha editorial do blog
-São impublicáveis acusações de carácter criminal, insultos, linguagem grosseira ou difamatória, violações da vida privada, incitações ao ódio ou à violência, ou que preconizem violações dos direitos humanos;
-São intoleráveis comentários racistas, xenófobos, sexistas, obscenos, homofóbicos, assim como comentários de tom extremista, violento ou de qualquer forma ofensivo em questões de etnia, nacionalidade, identidade, religião, filiação política ou partidária, clube, idade, género, preferências sexuais, incapacidade ou doença;
-É inaceitável conteúdo comercial, publicitário (Compre Bicicletas ZZZ), partidário ou propagandístico (Vota Partido XXX!);
-Os comentários não podem incluir moradas, endereços de e-mail ou números de telefone;
-Não são permitidos comentários repetidos, quer estes sejam escritos no mesmo artigo ou em artigos diferentes;
-Os comentários devem visar o tema do artigo em que são submetidos. Os comentários “fora de tópico” não serão publicados;