A produção total de petróleo e gás natural no mês passado foi de 2,88 milhões de barris de óleo equivalente por dia (óleo + gás), 5,9% maior que ano passado e 1,4% sobre o mês anterior de agosto. Deste total, um volume de 2,75 milhões de boed foram produzidos no Brasil e 0,13 milhão no exterior.

Assim, a atacada Petrobras bateu em setembro um novo recorde mensal ao superar os 2,72 milhões de boed atingidos no mês de agosto.

O caso é significativo diante dos baixos preços do barril, das pressões de governança com os desvios da Lava Jato e às ações de fatiamento da empresa e de retardamento dos projetos das novas unidade de produção com o desmonte da indústria naval nacional.

A permanecer os baixos preços, há que se começar a indagar a validade em continuar a explorar as reservas com altas produções.

Plataforma Cidade de Ilha Bela que entrou em produção em novembro de 2014 no Pré-sal da Bacia de Santos


O pré-sal continua ampliando sua participação. A produção da Petrobras junto com outras petroleiras parceiras nestes campos do pré-sal atingiu em setembro 1,46 milhões de bpd.

Enquanto isto, na Bacia de Campos, a Petrobras começa a desmobilizar a produção em várias plataformas, entre elas a do importante campo de Marlim.

Além do escasseamento do óleo em poços e campos, os seus altos custos de produção estão relacionados ao tempo de operação desta unidades.

A Petrobras possui 74 plataformas com mais de 25 anos de uso. A empresa já estuda os custos para descomissionar estas unidades de produção, priorizando a produção no pré-sal, onde a produção é feita na grande maioria dos casos por terceiros.



Blog do Roberto Moraes
Axact

Ronaldo

Blogueiro e livreiro, reproduzo as notícias que considero interessante para os amigos e disponíbilizo meu acervo de livros para possíveis clientes. Boa leitura e boas compras.

Poste aqui o seu comentário:

0 comments:

-Os comentários reproduzidos não refletem necessariamente a linha editorial do blog
-São impublicáveis acusações de carácter criminal, insultos, linguagem grosseira ou difamatória, violações da vida privada, incitações ao ódio ou à violência, ou que preconizem violações dos direitos humanos;
-São intoleráveis comentários racistas, xenófobos, sexistas, obscenos, homofóbicos, assim como comentários de tom extremista, violento ou de qualquer forma ofensivo em questões de etnia, nacionalidade, identidade, religião, filiação política ou partidária, clube, idade, género, preferências sexuais, incapacidade ou doença;
-É inaceitável conteúdo comercial, publicitário (Compre Bicicletas ZZZ), partidário ou propagandístico (Vota Partido XXX!);
-Os comentários não podem incluir moradas, endereços de e-mail ou números de telefone;
-Não são permitidos comentários repetidos, quer estes sejam escritos no mesmo artigo ou em artigos diferentes;
-Os comentários devem visar o tema do artigo em que são submetidos. Os comentários “fora de tópico” não serão publicados;