Medida que congela gastos públicos por 20 anos será votada hoje na Câmara


Foto: Reprodução/Facebook/Mídia Ninja


Estudantes ocupam o gabinete da Presidência da República, em São Paulo, nesta segunda-feira (10), em protesto contra a PEC 241, que congela gastos públicos por 20 anos. A medida será votada hoje na Câmara.

“Essa PEC abre a era das terceirizações, inclusive da Educação. Só vamos sair daqui quando Temer revogar essa PEC”, disse um dos manifestantes.

Um documento assinado por economistas e apoiado por líderes da oposição e da Minoria no Congresso contra a PEC 241 foi lançado na Câmara nesta segunda-feira, dia previsto para a votação da proposta de emenda.

O economista Pedro Rossi, professor da Unicamp, é um dos autores da publicação e disse que a medida reduzirá o crescimento do País: “Esse trabalho foi feito com vários economistas, depois de dezenas de reuniões. Essa PEC parte de um pressuposto irrealista de que, ao passar a PEC, a gente volta a ter crescimento. Isso é mentira. Pressupõe a fadinha da confiança. Isso é ideológico, não tem nenhum substrato histórico. Todos os países que aplicaram ajuste tiveram dificuldade de crescimento. O gasto público vai contribuir zero para o crescimento nos próximos anos. A PEC não é anticíclica, ela é contracionista, sempre estará puxando o crescimento para baixo. Vai exigir do setor privado muito mais, porque o setor público vai se contrair”.


Brasileiros
Axact

Ronaldo

Blogueiro e livreiro, reproduzo as notícias que considero interessante para os amigos e disponíbilizo meu acervo de livros para possíveis clientes. Boa leitura e boas compras.

Poste aqui o seu comentário: