Sugestão de Roberto Bitencourt da Silva

Por Ivan Valente

Do Facebook do deputado federal


O presidente ilegítimo Michel Temer anunciou nesta terça-feira a lista dos bens públicos que serão entregues à iniciativa privada. Para começar, concessão de aeroportos de Porto Alegre, Salvador, Florianópolis e Fortaleza, terminal de combustível em Santarém e do terminal de trigo no Rio de Janeiro, com abertura de editais ainda este ano. 


A lista prevê um entreguismo ainda mais pesado para o ano que vem, envolvendo estradas e ferrovias que atravessam o país inteiro, grandes campos de petróleo e gás natural, vastos recursos minerais e várias companhias elétricas. Mais parece uma lista negra, em que tudo o que é nosso será riscado, transferido para o capital internacional e para o controle de poucos magnatas.
Estamos falando de setores estratégicos, essenciais à soberania nacional. Nós já vimos inúmeros episódios do entreguismo mais antinacionalista sob regime democrático, não será sob um governo golpista que as privatizações se farão em nome do interesse nacional. No governo Dilma também se fizeram privatizações lamentáveis, inclusive de campos de petróleo. Mas onde há tucano, o ataque aos bens públicos se intensifica de maneira catastrófica. Não parece ser à toa que José Serra, um dos principais articuladores das privatizações da era FHC, faça parte do ministério de Temer.

Além de tentar frear a Lava Jato e retirar direitos trabalhistas, o golpe foi feito para atacar nossos recursos naturais e nossas empresas estatais, é o que está por trás da hipocrisia do impeachment. O neolberalismo não tem pátria, não tem nação, enxerga apenas a cor do dinheiro. Não se trata aqui de aportes com fins de distribuição, ou que promovam desenvolvimento e geração de emprego. O neoliberalismo à brasileira, como bem conhecemos, nada mais é que uma invasão dos interesses particulares sobre a coisa pública. A sanha privatista é um dos aspectos mais miseráveis do golpe.

 
Ivan Valente - Deputado federal pelo PSOL/SP.

GGN
Axact

Ronaldo

Blogueiro e livreiro, reproduzo as notícias que considero interessante para os amigos e disponíbilizo meu acervo de livros para possíveis clientes. Boa leitura e boas compras.

Poste aqui o seu comentário: