Relato de um grupo de seis manifestantes que estavam na porta do metrô no momento da repressão da PM. Três deles foram atingidos com o cassetete pela Tropa de Choque, sendo uma menina nas costas e pernas e outras duas na área da cabeça.


Por: Isabella Commans, para a Mídia NINJA


Ontem, após o fim do ato Fora Temer, por volta das 21h, dezenas de manifestantes se dirigiram ao metrô Faria Lima, após o encerramento de uma manifestação pacífica. Ao chegar na entrada da estação, uma das grades estava fechada e a outra semi-aberta – não sabemos se por orientação do Metrô ou não.

Neste instante, houve um tumulto provocado pelo ataque da Tropa de Choque que se dirigia para entrada da estação, com o objetivo único de reprimir violentamente aqueles que exerceram seu direito democrático de manifestação. Os policiais encurralaram de forma covarde todos os que ali estavam, desferindo golpes desenfreadamente com seus cassetetes e jogando bombas de efeito moral e spray de pimenta.

Nesse momento, muitos manifestantes já estavam sentados no chão tentando se proteger e mesmo assim também foram golpeados. Ao mesmo tempo em que batia, o choque mandava-os correr chamando-os de vagabundos.

Foi o que aconteceu com Louise, militante da Juventude Petista, que recebeu pancadas nas costas e nas pernas, e Fernanda, manifestante, que recebeu uma pancada na região frontal da cabeça. Cabe ressaltar a solidariedade dos vizinhos da região que acudiram a população atingida pela ação violenta da polícia.

Após o fechamento da estação, o cenário no interior do metrô Faria Lima era de pânico: pessoas ensanguentadas, vomitando, chorando e tentando se proteger. Natália, também militante da Juventude Petista, que havia sido ferida na cabeça com um cassetete, recebeu os primeiros socorros com um segurança do Metrô. Nesse contexto de caos, os funcionários do Metrô liberaram as catracas para que as pessoas pudessem adentrar nas plataformas com maior segurança.

Fernanda e Natália foram conduzidas por seus amigos para o Hospital das Clínicas, e ambas passam bem. Lá presenciaram mais duas jovens manifestantes que também haviam sido brutalmente atacadas pela Polícia Militar. Nesse cenário de extrema repressão policial e de aprofundamento das medidas do governo golpista, destacamos e rechaçamos o retrocesso político pelo qual o país passa: o ataque às garantias democráticas.

Continuaremos na rua e na luta contra o golpe!

#desmilitarizaçãodaPM #violênciadaPM #ForaTemer






Oximity
Axact

Ronaldo

Blogueiro e livreiro, reproduzo as notícias que considero interessante para os amigos e disponíbilizo meu acervo de livros para possíveis clientes. Boa leitura e boas compras.

Poste aqui o seu comentário:

0 comments:

-Os comentários reproduzidos não refletem necessariamente a linha editorial do blog
-São impublicáveis acusações de carácter criminal, insultos, linguagem grosseira ou difamatória, violações da vida privada, incitações ao ódio ou à violência, ou que preconizem violações dos direitos humanos;
-São intoleráveis comentários racistas, xenófobos, sexistas, obscenos, homofóbicos, assim como comentários de tom extremista, violento ou de qualquer forma ofensivo em questões de etnia, nacionalidade, identidade, religião, filiação política ou partidária, clube, idade, género, preferências sexuais, incapacidade ou doença;
-É inaceitável conteúdo comercial, publicitário (Compre Bicicletas ZZZ), partidário ou propagandístico (Vota Partido XXX!);
-Os comentários não podem incluir moradas, endereços de e-mail ou números de telefone;
-Não são permitidos comentários repetidos, quer estes sejam escritos no mesmo artigo ou em artigos diferentes;
-Os comentários devem visar o tema do artigo em que são submetidos. Os comentários “fora de tópico” não serão publicados;