Leio cronistas políticos dizendo que Lula enfrenta, agora, uma batalha jurídica diante do julgamento por Sérgio Moro.

Humildemente, discordo.

É claro que a luta jurídica terá de ser travada, e sem descansos ou temores.
Mas alguém, em sã consciência, acha que adianta provar que Lula não é e nunca foi dono do apartamento do Guarujá ou que não auferiu vantagem alguma na guarda de dez caixotes com cartas, presentes oficiais e o acervo que é obrigado a manter?

É tão obvio quanto achar que o lobo jamais iria se convencer com os argumentos do cordeiro, bebendo rio abaixo.

E se acontecer, por conveniência, não ser nessa, Moro ainda tem outras ações para fazer o que desde o princípio quer fazer: condenar Lula.

Moro, por dentro, remói-se de não ter podido fazer, em parte pelas pataquadas dos rapazes do MP o que desde o princípio queria fazer: prender Lula.

A batalha de Lula é, como se disse desde o início aqui, política.

E a foto (tão bem feita pelo Roberto Stuckert que tive pena de escrever seu nome nela, para não haver ruído na imagem) traduz, no cartazinho erguido com orgulho por um rapaz, no Crato (CE) a definição mais singela e verdadeira do que deve ser sua defesa.

“Lula, seu maior escudo é o povo”

Não é o único, nem é o bastante, mas é certamente o maior, o decisivo. Ao lado dele, claro, a articulação política, sem purismos adolescentes, com as forças políticas – e judiciais – que não querem entregar a Moro o poder de vida e morte neste país.

Mas é o povo, ou melhor: o amor do povo simples pelo primeiro governante que, em décadas, olhou para eles e o esclarecimento contínuo deste povo de que a destruição de Lula não é a destruição de uma pessoa, apenas, mas a destruição de um caminho para o Brasil quem poderá proteger Lula.

Os marqueteiros, os politiqueiros, os homens da prudência e do, perdão, cagaço, são incapazes de compreender isso.

Nenhum deles escreveria aquela frase.

O povo de um país que se afunda sem parar na crise e que percebe que vão lhe tirar o pouco, o pouquíssimo que tem, não.

 Tijolaço
Axact

Ronaldo

Blogueiro e livreiro, reproduzo as notícias que considero interessante para os amigos e disponíbilizo meu acervo de livros para possíveis clientes. Boa leitura e boas compras.

Poste aqui o seu comentário:

0 comments:

-Os comentários reproduzidos não refletem necessariamente a linha editorial do blog
-São impublicáveis acusações de carácter criminal, insultos, linguagem grosseira ou difamatória, violações da vida privada, incitações ao ódio ou à violência, ou que preconizem violações dos direitos humanos;
-São intoleráveis comentários racistas, xenófobos, sexistas, obscenos, homofóbicos, assim como comentários de tom extremista, violento ou de qualquer forma ofensivo em questões de etnia, nacionalidade, identidade, religião, filiação política ou partidária, clube, idade, género, preferências sexuais, incapacidade ou doença;
-É inaceitável conteúdo comercial, publicitário (Compre Bicicletas ZZZ), partidário ou propagandístico (Vota Partido XXX!);
-Os comentários não podem incluir moradas, endereços de e-mail ou números de telefone;
-Não são permitidos comentários repetidos, quer estes sejam escritos no mesmo artigo ou em artigos diferentes;
-Os comentários devem visar o tema do artigo em que são submetidos. Os comentários “fora de tópico” não serão publicados;